O lado difícil de ser blogueira

11 dezembro 2017
Desde que o assunto blog estorou, é muito comum a gente ver muitas blogueiras começando a fazer um tremendo sucesso, aparecendo ao lado de famosos, conseguindo vários seguidores no Instagram, enfim. Isso pra qualquer blogueira que se preze para fazer um bom trabalho, é simplesmente ótimo, mas nem sempre a gente consegue atingir esse público alvo tão grande, principalmente blogueiras literárias como nós, que infelizmente não somos tão reconhecidas como aquelas que falam de moda, maquiagem e demais coisas. Por isso, neste desabafo, eu vim falar das coisas difíceis e frustrantes da vida de uma blogueira literária.

Pecados no inverno - Lisa Keyplas | Resenha

10 dezembro 2017
Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes, Evie recorre a Sebastian, visconde de St Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!
A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, esta cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja torna-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução... ou, talvez entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.
Romance | 288 páginas | Editora Arqueiro 
Depois que terminei o segundo livro da série Quatro estações do amor com aquele aperto no coração, fui correndo ler o terceiro volume, Pecados no inverno, isso porque nossa querida tímida e gaga Evangeline Jenner, que mal conseguia manter uma conversa decente com um homem, tinha acabado de cometer a maior loucura: propôs em casamento o maior libertino de Londres, St. Vincent.

Para os perdidos vou relembrar um pouco quem é quem. Evie é uma das Flores Secas. Ao invés de precisar de dinheiro como Annabelle ou precisar se casar com um nobre como Líllian nos demais livros, seu maior problema é conseguir um marido para herdar a herança de seu pai quase falecido, o que acabará também lhe dando liberdade da família materna que a maltrata e a subjuga, mas para isso ela precisa ultrapassar a barreira da timidez, que é tão grande que por vezes faz a menina gaguejar. Por isso, assim que ela vê que St. Vincent não só está disponível como também precisa urgentemente de dinheiro, ela junta o útil ao agradável e lhe faz a proposta.
Foto por Leitora Encantada

Era uma vez no outono - Lisa Keyplas | Resenha

07 dezembro 2017
A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.
Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.
Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?

Romance | 288 páginas | Editora Arqueiro
Estava mais do que ansiosa para ler o segundo livro da série As quatro estações do amor, isso porque a história de Líllian Bowman e Westcliff prometia muito, e fiquei  muito satisfeita com o que encontrei. De cara é o meu casal favorito, já que era óbvio que tanto ódio entre eles poderia resultar em um desejo irracional.

Depois de ter casado a Flor Seca mais velha, Annabelle, é a vez da americana Líllian Bowman. O dinheiro ela já tem, o que precisa agora é de um título de nobreza, por isso sua mãe faz de tudo para as filhas serem notadas, mas sem o apadrinhamento de uma pessoa influente, as duas irmãs sempre seriam vistas como americanas mal-educadas. Agora que o pai delas, Thomas Bowman chegou a Londres para discutir negócios com o conde de Westcliff, a família é chamada para passar um tempo na casa de campo dele, em Humpshire.

Mas não é de hoje que Marcus e a filha Bowman mais velha se desprezam. Ela acha ele autoritário, arrogante e nobre demais, e ele acha ela mal-educada e destemida demais para uma mulher, não é a toa que Líllian seria a última opção de noiva para  Marcus. Porém, em um encontro entre ambos, as faíscas da atração entre eles é mais forte e ambos se rendem a um beijo, que obviamente nunca deverá se repetir, o que não é bem o que acontece.
Foto por Leitora Encantada

Coisas que me frustram na leitura de um livro

06 dezembro 2017
Livros são maravilhosos, e eu nunca me canso de dizer isso, mas nem sempre a obra agrada o leitor, e por vários motivos, acabamos nos sentindo frustrados ao ler uma determinada obra. Ultimamente isso tem acontecido muito comigo devido ao número de livros que tenho abandonado a leitura, por isso vim desabafar com vocês sobre alguns problemas que vejo nas obras e que me impelem a não gostar tanto delas assim. (Eu posso parecer um pouco mimada, mas juro, não sou nada disso kk)


1. CASAIS MAL DESENVOLVIDOS

Estou citando esse tópico justamente depois de ter terminado Segredos de uma noite de verão, que acabou por decepcionar por eu não ter gostado tanto do casal. Tipo, os personagens não são o problema, eles até são bem desenvolvidos e etc, o problema é os dois juntos. Sinto que alguns autores forçam a gente a gostar rapidamente do casal, mas para isso é preciso que a gente sinta empatia por eles e até mesmo torcer para que ambos fiquem juntos, se isso não acontece de cara, é muito difícil o leitor gostar deles no final. Ou seja, é preciso colocar mais um pouco de vontade na criação do casal, para que eles consigam captar a atenção do leitor como um todo, senão a leitura não rola.

2. SINOPSES QUE VENDEM UMA OBRA MARAVILHOSA, MAS O AUTOR PECA EM SEU DESENVOLVIMENTO

Outra coisa que acontece muito comigo é quando a gente lê a sinopse perfeita, aquela que tira a gente do chão e mostra que o livro será fantástico, até você perceber que o autor não conseguiu dar forma a história que ele queria vender. Ás vezes isso acontece porque o autor é de primeira viagem, outras porque ele coloca tantos elementos no enredo que fica difícil dar ênfase em cada um, mas isso me decepciona de uma forma espetacular, porque eu sempre estou esperando uma obra esplêndida e de repente, não é bem isso que acontece. O autor acaba perdendo um ótimo enredo por falta de desenvolvimento, o que é frustrante. 

3. TRIÂNGULOS AMOROSOS

Eu sou do grupo que simplesmente detesta triângulos amorosos, raramente consigo gostar de um quando acontece, tanto que quando descubro que vai ter em algum livro que estou lendo, chego desanimo na leitura. O problema é o mimimi da garota, que geralmente enrola os livros todos para escolher o cara que ela quer ficar. Gente, que chatisse! Simplesmente sem paciência. Não consigo perder tempo nem com os problemas dos meus amigos, vou perder com indecisão de protagonista, aff.


4. LIVROS SEM MUITAS DESCRIÇÕES

Não é como se eu não curtisse livros menos elaborados, mas eu gosto de quando o autor se preocupa em nos deixar mais aprofundados na história. E ás vezes eles simplesmente não querem descrever boa parte das cenas, isso deixa o enredo muito fraco, raso e não consegue despertar em mim uma vontade maior em ler. Parece que o autor não está preocupado em adaptar o leitor ao ambiente da história, o que decepciona bastante durante a leitura. 

5. ENREDOS MUITO FOCADOS NA TRAMA PRINCIPAL

Acontece da gente conseguir encontrar uma obra que tenha geralmente um enredo principal e um palco de fundo, onde outra trama é desenvolvida, mas nem sempre isso acontece, deixando um foco muito maior na trama principal, que acaba cansando o leitor (ao menos a mim). Fico com a impressão que o autor não consegue desenvolver outra coisa além daquela história que ele quer contar e isso sempre conta como um ponto negativo para a trama.

E aí, o que acabam frustrando vocês nos enredos dos livros?


Segredos de uma noite de verão - Lisa Keyplas | Resenha

05 dezembro 2017
Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar.
Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle.
No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz.
As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso.
No primeiro livro da série 'As Quatro Estações do Amor', Annabelle sai em busca de um marido, mas encontra amizades verdadeiras e desejos intensos que ela jamais poderia imaginar.
Romance | 288 páginas | Editora Arqueiro 
Depois de tanta demora, enfim li o primeiro livro da série As Quatro Estações do Amor, que ainda prometem muitas emoções. Não é de hoje que conheço o trabalho incrível da Lisa Keyplas, e já até sentia falta das tramas elaboradas que ela cria, por isso, Segredos de uma noite de verão chegou para não somente matar a saudade, mas para aquecer o coração dessa leitora aqui.

Annabelle Peyton tem uma beleza recatada, com seus grandes olhos azuis e cabelos castanhos claros, além do perfeito decoro que ela agrega, e claro, o título de nobreza que tantos desejam. Sendo assim, era já pra ela ter conseguido um marido, mas a falta de um dote dificultou as coisas para a menina, e ás vésperas de terminar sua quarta temporada, Annabelle sabe que o próximo título que terá será o de solteirona.
Foto por Leitora Encantada

O que eu li em Novembro

04 dezembro 2017
Oi amiguinhos, como vão? Só eu que acho que Novembro demorou dois séculos? A impressão que eu tinha era que o tempo não passava e eu estava presa pra sempre nesse mês, loucura total né. Novembro foi muito proveitoso assim mesmo, isso porque eu só tinha duas matérias na faculdade, então estava praticamente de férias, tendo feito minha última prova hoje (Graças a Deus eu passei 😌).

Como vocês estavam sabendo, eu iria mudar o layout do blog, e gente, estou simplesmente apaixonada por ele! Ficou lindo, e tudo graças a Lariz, do Butlariz, que me ajudou bastante a personalizar isso aqui. Espero que tenham gostado ❤

Também renovamos a parceria com as autoras Layla Casanova e a Lídia Rayanne, autoras da série Mercy Bay e Romance em San Marino, respectivamente. Já estou ansiosa para ler ambos os livros e trazer resenhas para vocês. Como disse acima, o mês de Novembro apesar de eterno foi muito proveitoso, acabei lendo 9 livros, acho que o mesmo saldo que o mês passado. Clique nas imagens para acessarem as resenhas.

Nota: 5/5

Nota: 4/5 


Nota: 3/5


E vocês, o que leram este mês?


Feito com ♥ por Lariz Santana