Título: Ligeiramente Casados
Autor: Mary Balogh
Lançamento: 2014
Páginas: 288
Gênero: Ficção / Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Arqueiro

Sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse "Custe o que custar!". Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias.Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.
Esse é o primeiro livro lido para o #DesafioHistóricoseEu e ele vai entrar no quesito "Ler um Romance Histórico com a temática casamento, até porque o título já diz tudo.

Acabei conhecendo esse livro depois que Ligeiramente Escandalosos foi publicado pela editora Arqueiro. Sou completamente apaixonada por romances que são retratados no século XIX e depois de ter lido vários, resolvi começar minha aventura pela série Os BedwynsLigeiramente Casados é o primeiro volume da série e envolve uma trama por trás do romance e do erotismo. A história começa sendo narrada em primeira pessoa. Aidan Bedwyn, coronel que acaba de vencer a guerra, descobre que um sargento ferido está à beira da morte. O nome dele é Percival Morris e este o faz prometer que cuidará de sua irmã, custe o que custar. Sem ter como dizer não, Aidan acaba prometendo ao falecido que iria cuidar da irmã dele.

Chegando ao Solar Ringwood para levar a notícia da morte do irmão, Aidan conhece Eve, a irmã dele. A moça passa primeiramente despercebida pelo coronel. Ele apenas repara em como ela é simples e em como fica abatida com a descoberta da morte do irmão. Oferece a sua ajuda mas a moça, claro, recusa.
Falando um pouco sobre os dois personagens principais, Eve é uma mulher alta, bonita e de belos cabelos castanhos. Tem uma alma bondosa e caridosa, abrigou em sua casa as pessoas mais improváveis para trabalhar e cuidar. Entre eles, há duas crianças órfãs que Eve cuida como se fossem seus filhos biológicos.


Aidan é um homem forte e grande que raramente sorri. Ele leva no meio do rosto um nariz aquilino, a grande marca de sua família. Com os traumas que as batalhas e guerras o trazem, ele não se sente orgulhoso por matar outras pessoas, porém, se sente melancólico e até mesmo triste. O que dá um ar muito tenebroso ao homem. Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele, o que acontecerá em quatro dias. 
Disposto a cumprir sua promessa, Aidan resolve casar-se com a moça, contrariando o irmão Wulfric, o Duque de Bewcastle, porque Eve é uma filha de ex-minerador, e apesar do pai da moça ter feito fortuna, para a sociedade inglesa, uma filha de minerador seria o mesmo que uma criada. Então aos olhos da sociedade e inclusive de seu irmão mais velho, o casamento seria ridículo e as pessoas fariam chacota do sobrenome Bedwyn. 

Mesmo assim, ambos acabam se casando. O acordo entre eles seria que ambos voltassem as suas vidas e nunca mais se vissem. Porém, o que era para ser um simples negócio a ser resolvido e de fácil esquecimento se tornou algo difícil de prever e controlar. Para que a família não sofra os pensamentos e comentários maldosos da sociedade, afinal, os Bedwyn são uma família bastante importante, o duque de Bewcastle procura Eve no Solar e praticamente a ordena que vá com ele à Inglaterra, afim de fazer sua apresentação perante a rainha, costume que todas as moças solteiras ou casadas devem fazer. Aidan fica furioso com a atitude do irmão e ambos acabam brigando feio, e pior ainda, faz Eve ficar com raiva e magoada pois ele dá a impressão de que não a quer por perto. 

Disposto a recomeçar com o pé direito com ela, Aidan se oferece a ajudá-la e nesse meio tempo ambos resolvem que devem consumar o casamento para que as coisas entre eles fluam bem e acabam se levando pela paixão e o frenesi das relações que compartilham. Aidan começa a enxergar as curvas de Eve e ela começa a ver alguém sensual por trás da cara de zangado que ele tem. O sexo entre eles é maravilhoso e acabam por envolver o leitor porque sempre tem aquela ternura, apesar de ambos sempre acharem que é só sexo. O que me encanta nos livros desse tipo é justamente o enlace que a autora faz entre as partes de tensão, erotismo e romance do livro. Ficam muito bem intercaladas, não nos fazendo ficar confusos como alguns outros livros que vemos por ai.
Eve tem apenas quatro dias para conseguir virar uma linda moça bem requintada e educada da sociedade londrina. Será que ela vai conseguir?

É a partir daí que somos envolvidos em uma trama para lá de abrasadora com várias cenas muito bem elaboradas e com bastante tensão. Os caminhos que esse jovem casal precisa enfrentar são inúmeros difíceis, e mal sabem eles que ambos estão se apaixonando! Vemos como os dois personagens vão se aceitando aos poucos e tentam juntos resolverem os problemas que enfrentam.

Gente, vocês precisam ler esse livro! É muito lindo para quem realmente gosta de romance, ainda mais porque a autora envolve os pontos de vista de Eve e de Aidan e retrata muito bem a sociedade naquele século. Amei, amei e amei!



Minha evolução do desafio:

  1. Ler um Romance Histórico com um casal na capa.
  2.  Ler um Romance Histórico nacional.
  3.  Ler um Romance Histórico clássico.
  4.  Ler um Romance Histórico em que o mocinho seja guerreiro.
  5.  Ler um Romance Histórico com a temática casamento. (Ligeiramente Casados)
  6.  Ler um Romance Histórico com mais de 500 páginas.
  7.  Ler um Romance Histórico de banca.
  8.  Ler um Romance Histórico com a capa masculina.
  9.  Ler um Romance Histórico ambientado no século 19.
  10.  Ler um Romance Histórico que você comprou pela capa.
  11.  Ler um Romance Histórico que o título comece com a inicial do seu nome.
  12.  Ler um Romance Histórico sobrenatural/fantasia.

Futura administradora e blogueira nas horas vagas. Chocólatra assumida, é dominada pela cafeína nos dias úteis. Ama o cheiro de terra molhada e adora o barulho da chuva. Bookaholic assumida, deseja conquistar o mundo.

Deixe um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤