[Resenha] O coração do Leão, de Mia Sheridan @Arqueiro

20 abril 2016
Título: O coração do Leão
Autor: Mia Sheridan
Lançamento: 2015
Páginas: 208
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Arqueiro

Sinopse: Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as surpresas que a vida nos reserva.
Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre.
Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias.
Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está.
Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás?

Hoje trago à vocês a resenha de O coração do Leão, o segundo volume da série Signos do Zodíaco de Mia Sheridan. Eu já havia visto muitas resenhas sobre essa série e estava curiosíssima demais para ler, então resolvi começar e enfim trouxe a resenha para vocês. Alguns pequenos detalhes mas que foram importantes me fizeram não gostar tanto assim da obra, diferentemente da maioria que a leu. Acabei não me apegando a nenhum personagem, nem mesmo a principal e na minha opinião a história não foi tão impactante e não teve tanta força como eu achei que teria.

O livro é narrado em primeira pessoa pela personagem Evie Cruise. O contexto da história começa com uma pequena lembrança de quando ela tinha 14 anos. Nesta lembrança, descobrimos um amor de adolescente entre ela e Leo, seu melhor amigo e confidente, que na época tinha 15 anos. Leo e Evie se conheceram em lares adotivos já que ambos acabaram sem família, seja pela negligência dos pais ou por outros fatores explicados no texto. A amizade dos dois começa logo cedo visto que ambos sofreram semelhantemente e ambos acabam se apaixonando. Porém, Leo vai ser enfim adotado por uma família. A notícia seria ótima se ele não estivesse prestes a se mudar para San Diego com os novos pais. É nessa cena onde ambos se declaram ao outro e que fazem uma promessa: quando Leo completar 18 anos, ele irá buscar Evie e os dois enfim ficarão juntos.

Mas já se passaram 8 anos e Evie nunca mais recebeu notícias de Leo. Magoada pelo desaparecimento dele, ela guarda suas lembranças com ele em um lugar muito secreto de seu coração com aquela menina de 14 anos que um dia foi. Agora Evie é uma mulher e precisa seguir em frente. Não se pode dizer que ela é uma pessoa realizada - ela trabalha como camareira -, mas ela batalha por tudo o que tem, desfruta da amizade de seus poucos amigos e se sente acolhida em seu pequeno e modesto apartamento. A história enfim começa quando ela está indo ao funeral de uma amiga que ela conheceu também em um lar adotivo. O que mais está incomodando Evie, é um homem que há dias a vem seguindo. Seria de grande preocupação para ela se o homem não fosse tão óbvio em segui-la e tão bonito.

Cansada e sem entender o porquê que ele tanto a segue, ela surpreende ele e o indaga. Foi a partir desse momento que gostei da Evie pois em sua primeira narração, vi uma personagem cômica, forte e obstinada. O tal homem bonito viria a ser Jake Madsen, alguém que conheceu Leo. Surpresa com essa informação, ela faz várias perguntas a ele sobre Leo, mas o homem não revela tantas coisas e mesmo que tenha acabado de conhecê-lo, Evie se sente estranhamente atraída por ele. E agora foi aqui que me desencantei com ela. Para uma personagem que deveria ser forte e centrada nas coisas que quer, ela foi facilmente seduzida por uma pessoa que ela mal conhecia e isso me irritou profundamente. Era só ficar perto de Jake que ela agia como uma garota de 15 anos com seu primeiro namorado. Não vi mais a personagem obstinada que Evie demonstrava ser.

Os dois acabam ficando juntos e Jake apresenta a Evie diversas coisas que ela nunca havia experimentado, mas mesmo que o relacionamento deles subisse de nível a cada momento, ele ainda possuía segredos que não revelava e são esses segredos que fazem o desenrolar da história ser ainda mais aguardado. Claro que a partir do momento que li o primeiro capítulo, eu já desconfiava do que seria esse segredo então não teve grandes descobertas para mim. Porém, em compensação, as causas para este segredo se mostraram incríveis e posso dizer que a autora se superou ao construí-las. Eu jamais desconfiaria de tal coisa e nesse quesito o livro me encantou por completo.

O que mais gostei na narrativa foram as lembranças da Evie e do Leo quando crianças pois foram bem escritas e sempre tinham um toque mágico fazendo o momento ficar mega fofo. O que menos gostei foi que o livro me deu a impressão de ser simples demais. Evie narrava seus dias com uma rapidez muito grande, tudo era muito corrido e acabou que não tinha grandes expectativas na cena ou na narrativa. Os capítulos eram pequenos e narravam vários dias e acontecimentos de uma só vez, parecia que a autora queria logo acabar com a história.

Mas no fim, o livro me encantou por completo. Acabei me emocionando com o final, me surpreendendo e gostando do trabalho de Mia. Fora esses pequenos detalhes que me incomodaram, o livro tem tudo para ser uma ótima leitura para você que acabou de conhecê-lo. O coração do Leão fala sobre amor, amizade, traumas a serem superados e um passado doloroso que tem que servir de lição.

2 comentários:

  1. Olá Miriã, é bem ruim quando não conseguimos nos apegar aos personagens, mas pelo menos a autora conseguiu no final trabalhar bem e fazer uma boa historia *-* Apesar de ter curiosidade para ler essa série acho que não vou poder lê-la tão cedo. Adorei sua resenha *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muito ruim não se identificar com o personagem, mas o livro me cativou no finalzinho em compensação porque eu achei que seria uma leitura muito ruim.
      Beijos

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤