Top 5 Livros que eu abandonei

11 maio 2016
Todos nós já tivemos aquele livro específico que apesar de todos os nossos esforços, a leitura não fluiu e você abandonou-o. Pois é, nenhum leitor está livre dessas coisas e comigo não foi diferente. Mesmo que o título e a história parecessem fantásticos, algo em mim não deixava eu continuar a leitura e foram tantas vezes assim que acabei desistindo de vez. Isso é decepcionante porque me recuso a começar a ler algo e não terminar, mas tive que abrir certas exceções e então resolvi listar os cincos livros que eu abandonei e explicar um pouco do meu sofrimento em lê-los para vocês. Talvez você já tenha passado o mesmo e possam me ajudar.

5. Um toque de vermelho de Sylvia Day
Quando comprei esse livro, não resisti a capa e a sinopse que indicavam que a leitura seria fantástica, mas ela se mostrou bem mais que isso e muitas vezes me vi perdida e cansada da narrativa. A mistura de seres sobrenaturais como anjos e demônios em um contexto onde a sensualidade fala mais alto não foi algo que me agradou muito. Eu não gosto de misturar "religião" com coisas como sexo, vai de contra tudo aquilo que penso e no mínimo, a leitura se tornou estranha. Sem contar que ainda não estava familiarizada com as falas dos personagens escritas em aspas, fato que me incomodou muito. Não devo ter passado do 8º capítulo, acabei desistindo da leitura. Mas minha irmã leu e adorou, e agora eu quero dar uma nova chance ao livro da Sylvia.
Andrian Mitchell não é um homem qualquer. Além de ser o mais sensual, elegante e charmoso dos seres, também é o grande líder de uma unidade de elite de Operações Especiais dos Serafins. Sua missão: controlar vampiros e licanos. Mas o seu encontro, depois de quase duzentos anos, com a alma da mulher que ama, no corpo da bela Lindsay, os leva a uma proibida paixão que poderá colocar tudo a perder. 
4. O Guardião de Memórias de Kim Edwards
Eu tive duas oportunidades de ler esse livro, a primeira quando meu pai me emprestou e a segunda quando minha mãe comprou ele para mim. Mas apesar de tudo, não consegui ler muita coisa dele e acabei abandonando a leitura sem nem pensar muito para isso. A partir do momento que eu vi que se tratava de história de uma personagem com síndrome de down, confesso para você que fiquei com receio de ler porque sabia que acabaria sofrendo com a narrativa. Na época eu ainda não estava familiarizada com esse tipo de gênero (drama), então não me agradou nada o enredo. O livro ainda está aqui na minha estante, e juro que não tenho a menor pretensão de lê-lo.
Com mais de três milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos, O Guardião de Memórias é uma fascinante história sobre vidas paralelas, famílias separadas pelo destino, segredos do passado e o infinito poder do amor verdadeiro. Inverno de 1964. Uma violenta tempestade de neve obriga o Dr. David Henry a fazer o parto de seus filhos gêmeos. O menino, primeiro a nascer, é perfeitamente saudável, mas o médico logo reconhece na menina sinais da síndrome de Down. Guiado por um impulso irrefreável e por dolorosas lembranças do passado, Dr. Henry toma uma decisão que mudará para sempre a vida de todos e o assombrará até a morte: ele pede que sua enfermeira, Caroline, entregue a criança para adoção e diz à esposa que a menina não sobreviveu. Tocada pela fragilidade do bebê, Caroline decide sair da cidade e criar Phoebe como sua própria filha. E Norah, a mãe, jamais consegue se recuperar do imenso vazio causado pela ausência da menina. A partir daí, uma intrincada trama de segredos, mentiras e traições se desenrola, abrindo feridas que nem o tempo será capaz de curar. A força deste livro não está apenas em sua construção bem amarrada ou no realismo de seus personagens, mas, principalmente, na sua capacidade de envolver o leitor da primeira à última página. Com uma trama tensa e cheia de surpresas, O Guardião de Memórias vai emocionar e mostrar o profundo - e às vezes irreversível - poder de nossas escolhas.
3. O Amante de Jodi Ellen Malpas
Sempre gostei de livros eróticos e estava cegamente certa de que esse livro seria ótimo, mas já comecei a lê-lo duas vezes e até hoje não consegui sequer terminar o primeiro livro. A história é boa, um pouco forçada, mas a diagramação é perfeita, não há nenhum errinho de formatação ou palavra e mesmo assim, a história não consegue me convencer a ficar horas lendo e eu acabo sempre abandonando-a. Praticamente virou um desafio para mim e mais uma vez vou tentar voltar a leitura.
Um romance repleto de erotismo e sensualidade, protagonizado por um casal que experimenta momentos tórridos de amor e sedução. A jovem designer de interiores Ava OShea tem uma reunião de consultoria com o sr. Jesse Ward, proprietário do misterioso O Solar. Ela está esperando nada mais do que um homem velho, acima do peso e que usa terno e gravata, mas dá de cara exatamente com o oposto. Jesse é devastadoramente bonito, charmoso e confiante. Mas também é vaidoso, arrogante e não conhece limites. Ava não quer se sentir atraída por ele, mas não pode controlar o efeito avassalador que esse homem tem sobre ela. Cada instinto está lhe dizendo para correr, mas Jesse Ward não está disposto a deixá-la escapar. Ele a quer e está determinado a tê-la. Ava sabe que está prestes a entrar em um relacionamento intenso e conturbado, mas o que fazer se ele não a deixa ir?
2. A Bibliotecária de Logan Belle
Esse livro tinha tudo para ser uma ótima leitura. Me apaixonei de cara pela premissa, já que é um livro erótico e sua personagem principal, uma bibliotecária, mas logo que comecei, já vi que a narrativa é muito fraca, sem muitos acontecimentos e a mocinha é fácil demais. E como já falei em um post aqui sobre 5 coisas que eu odeio em um livro, eu realmente DETESTO personagens desse tipo e por isso abandonei a leitura sem pensar duas vezes.
A jovem Regina Finch acaba de chegar a Manhattan para trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila em meio a clássicos da literatura logo se revela um irresistível jogo de sedução quando ela conhece o envolvente Sebastian Barnes, investidor da instituição e um dos homens mais cobiçados da cidade, que fica obcecado pela beleza da bibliotecária. A até então ingênua Regina se entrega a um crescente e selvagem desejo que parece consumi-la mais a cada dia, uma paixão que despertará na jovem sensações jamais imaginadas. 
1. O Fantasma de Robert Harris 
Denso! Essa é a palavra certa para descrever esse livro e por isso mal consegui passar das primeiras páginas. O livro já foi adaptado para o cinema, mas eu nunca assisti, e o que me chamou atenção foi a linda capa dura que ele tem. Mas por ser uma história densa, com muito mistério e suspense e principalmente que aborda muito o tema política, eu fiquei meio sem paciência para me arriscar pela leitura e acabei desistindo do livro.
O narrador deste surpreendente livro de Robert Harris é um ghost-writer. Acostumado a trabalhar com astros de rock decadentes e celebridades de segunda classe, ele agarra a chance de escrever as memórias do ex-primeiro-ministro britânico, especialmente ao descobrir que isso significa se hospedar em uma casa luxuosa na ilha Martha's Vineyard. Porém, ele não demora a notar que cometeu um erro terrível. Seu antecessor no projeto morreu em circunstâncias nitidamente suspeitas, e o ex-primeiro-ministro se revela um homem com segredos que retornaram para assombrar o escritor. 
O que acharam da minha seleção? Se já leu um livro dos citados acima e quiser comentar sobre ele, fique à vontade. Fico muito feliz e grata pela opinião de vocês. Beijos!

14 comentários:

  1. Aah, eu fico com o coração na mão quando abandono uma leitura. Na verdade, isso não acontece com frequência, tento sempre estar evitando desistir de um livro e leio até o fim. Um que me lembro bem foi A Submissa, um livro muito forte, com uma história muito tensa e profunda. Não aguentei lê-lo completo, e acabei deixando de lado! Fora esse não existem muitos outros, mas sempre aparece um, né.

    Beijos <3
    www.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um saco ter que abandonar a leitura, mas infelizmente tem livros que não te dão opção, e você não tem outra saída.
      Beijos!

      Excluir
  2. Olaaaa! Raramente abandono livros mas já tive que fazer esta infeliz tragédia hahaha. Olha Um Toque de Vermelho só li o primeiro e nao consegui continuar a trilogia. Mas, li o primeiro e o segundo de O Amante, contudo a premissa ficou sem sentido e misturou muitas coisas, as ações do Jesse muitas vezes são desnecessárias e fortes demais.
    Os outros não conhecia, é muito ruim quando deixamos um livro pela metade, mas as vezes as premissas não ajudam!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond |Fan Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu abandonei muitas leituras recentemente por causa da premissa, que ás vezes você espera uma coisa mas no meio da leitura vê que não tem nada a ver com a premissa que o livro diz. É um saco essas coisas, mas infelizmente sempre acontece.
      Beijos

      Excluir
  3. Oiieee


    Para dizer a verdade nenhum desses livros me atraiu. O gênero erótico não é muito o meu estilo, a maioria das histórias termina me cansando, embora A Bibliotecária tinha me chamado a atenção por causa da capa linda...rsrs

    Beijos

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando comecei a ler A Bibliotecária, a capa me chamou muito atenção também mas eu não fazia ideia de que se tratava um conto erótico. Acabei me decepcionando um pouco com a leitura.
      Beijos

      Excluir
  4. Olá!!
    A Bibliotecária está na minha lista porque fiquei encantada pela premissa dele, espero que ele não me decepcione também, rsrs.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  5. Oi, Miriã!
    Eu desisti dos livros da Sylvia Day desde Crossfire. Trauma total.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Normalmente eu termino de ler os livros q começo, por mais chato q seja. Mas já abandonei um de auto ajuda porq realmente tava um saco e eu vi q não tava ajudando em nada rsrs Eu te entendo de querer abandonar uma história por ser triste demais, eu tbm sofro mto com algumas narrativas assim. Amei o seu blog, vou te acompanhar no insta. Bjinhos

    http://milcoisasquevocedeveriasaber.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro estes seus postos e acabo falando demais aqui kkk. Mas vamos às minhas opiniões:
    1 - Já disse no post anterior que não gostei da Sílvia Day no livro que você amou, então imagine neste que você largou, acho que vou odiar.
    2 - O Guardião de Memórias de Kim Edwards - não conheço
    3 - Trilogia O Amante - terminei pois precisava fazer as resenhas, mas também não me agradou
    4 - o fantasma e a bibliotecária também não conheço e já avisada nem pretendo ler
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo sendo uma escritora ótima, os livros da Sylvia Day não conseguem me prender de nenhuma maneira :c Infelizmente.
      Beijos, Gi!

      Excluir
    2. Mesmo sendo uma escritora ótima, os livros da Sylvia Day não conseguem me prender de nenhuma maneira :c Infelizmente.
      Beijos, Gi!

      Excluir
  8. Oi Miriã,

    adorei o post, bem criativo! E foi divertido conhecer os livros que você abandonou e o porque de não ter terminado a leitura!

    Beijos!
    Participe do sorteio do livro Supernova: O Encantador de Flechas + Kit de mimos
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia nenhum deles, e se a leitura não flui, melhor deixar para ler em outro momento. Fiz isso com a Batalha do Apocalipse e a Medidora.
    beijão.

    ps: marquei o seu blog em uma tag no meu blog, não deixe de visitar e se gostar, trazer também para seu cantinho.
    https://devaneiosdeinverno.blogspot.com.br/2017/01/tag-de-tudo-um-pouco.html

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤