Categorias:

Título: Bound by Honor
Autor: Cora Reilly
Lançamento: 2014
Páginas: 322
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Editora: Createspace
Sinopse: Nascida no seio de uma das mais importantes família da máfia de Chicago, Aria Scuderi luta para encontrar seu próprio caminho num mundo onde opções não são oferecidas. Aria tinha apenas quinze anos quando seus pais a prometeram a Luca O Cruel Vitiello, o mais velho dos filhos do chefe da Cosa Nostra em Nova York, para garantir a paz entre as duas famílias.
Agora, aos dezoito anos, o dia pelo qual Aria esteve temendo por anos está se aproximando perigosamente: seu casamento com Luca.
Aria está aterrorizada de se casar com um homem que mal conhece, especialmente alguém como Luca, que conseguiu seu apelido, O Cruel, esmagando a garganta de um homem apenas com as mãos. Luca pode ser um dos homens mais cobiçados de Nova York por sua boa aparência, riqueza e carisma predador, mas as garotas da sociedade nova-iorquina que se jogam em cima dele não sabem o que Aria sabe: que a aura de bad boy não é apenas um jogo; sangue e morte se escondem sob os impressionando olhos cinzentos e sorriso arrogante de Luca.
No mundo dela, um exterior bonito geralmente esconde um monstro; um monstro que pode facilmente tanto matar quanto beijar você.
O único jeito de escapar do casamento com Luca seria fugir e deixar tudo que ela já conheceu para trás, mas Aria não pode suportar o pensamento de nunca mais ver sua família outra vez.
Apesar do seu medo, ela decide ir em frente com o casamento; Aria cresceu entre predadores como Luca, e ela sabe que até mesmo os bastardos com o coração mais frio possuem um coração, e ela tem toda a intenção de trabalhar o seu caminho até o de Luca.
Eu vi a indicação dessa serie intitulada Born in Blood Mafia Chronicles em um outro blog e depois de tantas resenhas sobre os livros dela, eu quis sair da minha zona de conforto e resolvi arriscar a leitura. Como tenho andado em pé de guerra com livros eróticos recentemente, fiquei com medo que a narrativa não fosse me impressionar mas Cora criou um mundo e personagens tão cativantes que foi impossível não correr para ler os outros livros.

Aria Scuderi aos quinze anos de idade foi prometida para se casar com Luca Vitiello, conhecido por Cruel por ter sido iniciado na máfia com apenas 11 anos. Aria sabe que o mundo que ela nasceu é podre, seu pai e aqueles que ele seguem são assassinos e ela não poderá fazer nada contra esse casamento. Divórcio, nem pensar. Ela entra com vida e somente sairá dele com a morte. É assim que as coisas na máfia funcionam. Luca está prestes a se tornar o Capo dei Capi (Chefe dos Chefes) da máfia italiana de Nova York, conhecida como A Família. O casamento com Aria seria para firmar um acordo com outro grupo chamado Chicago Outfit, assim eles poderiam usar forças contra as máfias russas e taiwanesas que tem tentado pegar seu território há anos.

O mundo que a autora criou é bem complexo, chegando a ser surreal. É claro que as referências que ela usou para criar sua história são totalmente verdadeiras, mas tive um sério problema para me habituar no tempo atual que a história é narrada já que alguns acontecimentos faziam parecer que a história se passava no tempo medieval devido a frieza de alguns atos. 

Mas fora isso, eu não tive problema algum em começar a entender onde Aria estaria se metendo. Ao completar 18 anos, ela então se casou com Luca e seu maior medo era sua noite de núpcias. Como poderia dormir com um assassino conhecido como O Cruel? Aria fica temerosa e como uma prova de sua gentileza, Luca não consuma o casamento, mas isso não queria dizer que Aria estaria livre de suas funções.

Mas assim que percebe que Luca não será totalmente fiel a ela se ela ficar negando seu corpo a ele, Aria decide que fará de tudo para esse casamento dar certo. Ela sabe que amor por parte de Luca pode nunca vir a existir, mas não desistirá facilmente. Os dois vão se conhecendo aos poucos, cada um explorando o corpo do outro e aprendendo um sobre o outro a sua maneira. Aria agora pertence A Família e mesmo sabendo que será protegida, sabe que Luca a mataria se fosse para proteger a máfia. 
O que eu mais gostei foi que além da brutalidade que vemos na máfia, há momentos ternos que compartilhamos com Aria e Luca, mesmo que eles sejam por causa do sexo. E falando nas cenas quentes, elas são muito bem descritas mas não passando do necessário. Aria também possui três irmãos, Gianna, Lily e Fabiano. A amizade que eles tem é algo maravilhoso de ver, e que será muito bem abordado nos outros livros da série. 

O livro faz uma crítica enorme a nossa sociedade. A máfia trata as mulheres como meras procriadores, que não merecem saber mais do que aquecer a cama de seus maridos e cuidar de seus filhos. Além disso, algumas mulheres não podem escolher com quem casar retratando algumas épocas onde o casamento era por conveniência e envolvia táticas políticas e sociais. Outras mesmo casam com homens muito mais velhos e acabam sendo estupradas por seus maridos, agredidas e ninguém faz nada pelo simples fato que após ter se casado, o corpo delas pertence a eles. Sua virgindade mostra a honra e a virtude da moça e se ela perder isso antes de casar, ela pode ser condenada a morte. Até quando isso vai acontecer? O livro é uma ficção mas ele retrata seriamente o que acontece em alguns países e em algumas organizações criminosas e isso é algo que deve entrar em nossas mentes e nos fazer pensar e não somente passar batido.
Um personagem que detestei foi o pai de Aria, que é o Consigliere do Capo da máfia de Chicago. Ele é bruto, violento e tudo o que faz é pensando em si mesmo e não em sua família. Acredite em mim, nos outros volumes ele fica cada vez pior e a antipatia que o leitor sente por ele vai ao ápice. 

Eu simplesmente amei o livro! Não queria fazer uma resenha muito grande mas é muito impossível fazer isso quando um livro encanta o coração da gente. Eu me emocionei com o romance que vai crescendo aos poucos entre Aria e Luca. Aria vai moldando os sentimentos de Luca a sua forma e ela tem um crescimento maravilhoso na trama, deixando de ser apenas a virgem recatada que segue as regras do pai. E posso dizer que nos outros volumes ela vira uma pessoa muito mais forte do que aparenta. O livro também tem muita ação, então se você curte esse tipo de narrativa, você irá amar esse livro!

8 Comentários

  1. Oi Miriã, nunca tinha visto nada sobre a série, e tenho evitado esse tipo de leitura, que geralmente só tem me irritado. Sério, como achar bonito algo que é tão errado? Não sei, acho bem difícil eu me convencer e gostar da história.
    Mesmo assim, gostei de seus comentários.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju. Eu gostei do livro porque a premissa é totalmente diferente, e mesmo que fale sobre a máfia, o livro fala sobre o romance entre os dois personagens. Acho bom que tenha livros assim porque podemos aprender mais sobre a nossa sociedade, ao invés de somente criticar.

      Excluir
  2. Não conhecia o livro, mas já fiquei bastante curiosa pra ler porque nunca li nada relacionada à mafia, e mesmo você tendo dito que chegou a ser surreal, imagino que é por ser bem diferente do nosso cotidiano e a gente nem imagina que algo assim pode acontecer.
    Você gostou e falou muito do livro, já eu quando eu gosto de um livro, acho difícil é falar dele, haha.
    Mas sua resenha ficou ótima!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. Quando eu gosto eu fico querendo falar horrores dele porque eu quero muito que as pessoas leiam! Eu achei a premissa muito diferente e por isso me encantou bastante. Espero que leia!

      Excluir
  3. Oiii Miriã

    Esse tipo de leitura não é pra mim, tenho evitado livros eróticos, os poucos que li foram cansativos e repetitivos. Até acho legal toda a temática da mafia, mas não creio que essa história faça meu estilo de livro. Dessa vez deixo a dica passar, mas fico feliz de saber que vc curtiu a leitura, espero que os próximos livros da série continuem te conquistando.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice. Sei que você não curte muitos livros eróticos, então pensando bem o livro realmente não é pra você, mas posso dizer que já li todos os outros lançados e amei!

      Excluir
  4. Fiquei curiosa com a série, na verdade acabei de ler a resenha do segundo livro e resolvi conferir esta também. Fiquei bem receosa pois a máfia é uma organização criminosa e como a autora vai fazer para que eu torça para um mafioso? Bem, só li O Poderoso Chefão sobre a máfia, que é um livro bem realista e não é romantizado. Mas fiquei bastante curiosa sobre esta série.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤