Categorias:

Faz tempo que não trago nada diferente e fuçando os blogs por aqui, encontrei uma tag muito divertida no Sessão Proibida. Ela é bem simples: devemos nomear um livro para cada pecado capital. Se você quiser fazer também, fique à vontade e divirta-se!

1. Ganância: qual é seu livro mais caro? E o menos caro?

Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, aceita a prestigiada posição de Mão do Rei oferecida pelo velho amigo, o rei Robert Baratheon, não desconfia que sua vida está prestes a ruir em sucessivas tragédias. Sabe-se que Lorde Stark aceitou a proposta porque desconfia que o dono anterior do título fora envenenado pela manipuladora rainha - uma cruel mulher do clã Lannister. E sua intenção é proteger o rei. Mas ter como inimigo os Lannister pode ser fatal: a ambição dessa família pelo poder parece não ter limites e o rei corre grande perigo. Agora, sozinho na corte, Eddard percebe que não só o rei está em apuros, mas também ele e toda a sua família. Quem vencerá a guerra dos tronos?

Quando Game of Thrones começou a fazer sucesso, uma amiga minha disse que simplesmente devorava os livros então coloquei na cabeça que precisava comprar. Fiz meu pai pagar R$50,00 reais nele para nunca ter terminado. Acho que eu teria feito melhor proveito do dinheiro se soubesse disso antes.
Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse.
Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores. Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim. Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. Quando uma frase dita sem querer dá a entender que sua mãe pode estar viva, ele arrisca tudo e sai à sua procura.
Dois universos opostos se chocam quando Pressia e Partridge se encontram. Porém, eles logo percebem que para alcançarem o que desejam — e continuar vivos — precisarão unir suas forças.
Na verdade foi minha mãe que me comprou essa maravilha, e creio que foi por R$12,00. Gente, esse livro é tão bom que praticamente se tornou uma relíquia! Vocês precisam ler.

2. Ira: com qual autor você tem uma relação de amor/ódio?

Eu tenho um problema enorme com o John Green. Acho ele um ótimo autor, até porque ele não conseguiu ser famoso do nada, mas as obras dele simplesmente não convencem. Li três livros e o único que cheguei a gostar um pouco foi ACEDE, o resto é bem lixo mesmo (desculpem o palavreado). Acho que ele usa muita filosofias em livros que deveriam ser simples e fáceis de escrever e convenhamos, Cidades de Papel e O teorema Katherine são livros que não tem nada demais.




3. Gula: que livro você devorou sem vergonha alguma?

Quando Anastásia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos.
Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.
Eu fui conhecer Cinquenta tons de cinza muito tempo depois que ele foi lançado e assim que comecei a ler, simplesmente não conseguia parar. Eu fiquei fascinada pelo mundo que a E L James criou e não vejo porque não admitir isso. Foi um livro que me marcou muito, já que ele foi meu primeiro livro erótico, e eu o guardo com muito carinho.

4. Preguiça: qual livro você tem negligenciado devido à preguiça?

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.
Eu tenho um certo probleminha para ler distopias e desde que minha irmã comprou A Rainha Vermelha, eu não sinto a mínima vontade de ler. Não sei mais o que eu faço, juro.

5. Orgulho: que livro tem mais orgulho de ter lido? 

Edição comemorativa do bicentenário de Victor Hugo (1802-1885), em tradução inteiramente revista e adequada à leitura contemporânea. Esse tratamento e a edição com 816 notas de pé de página, elucidativas do contexto histórico e cultural da França no século XIX, fazem desta a versão definitiva da obra em português. Hugo narrou seu romance magistral numa linguagem que representou para a literatura "o mesmo que a Revolução Francesa na História", segundo o crítico Sérgio Paulo Rouanet. O fio condutor é o personagem de Jean Valjean, que, por roubar um pão para alimentar a família, é preso e passa dezenove anos encarcerado. Solto, mas repudiado socialmente, é acolhido por um bispo. O encontro transforma radicalmente sua vida e, após mudar de nome, Valjean prospera como negociante de vidrilhos, até que novos acontecimentos o reconduzem ao calabouço.
Eu praticamente fui obrigada a ler esse livro na escola, mas eu simplesmente amei a história e os personagens. Os Miseráveis é um clássico que todos deviam ler, eu tenho o maior orgulho de poder ter dado uma chance a obra. 

6. Luxúria: quais atributos você acha mais atraentes em personagens masculinos e femininos?

Antes eu era uma leitora muito fácil de agradar, hoje as coisas não são bem assim. Para mim, uma personagem feminina tem que tomar atitude, nãos se curvar a personagens masculinos e falar o que der na telha. Uma pessoa que saiba ser ousada, não tenha vergonha de ser quem é. E os homens tem que saber se impôr, mas também tem que reconhecer quando erra e claro, ser romântico. Quem não ama personagens assim?

7. Inveja: que livros você gostaria de receber de presente?

Vinte e quatro mulheres à sua disposição. Um coração incapaz de ceder. 
Rohan Sen é um solteirão convicto, vocalista da Four River, uma banda de rock conhecida internacionalmente. Galã nas horas vagas (e nas ocupadas também), desistiu do romantismo após ser largado no altar em rede nacional.
Tudo estava bem, até que foi convidado para ser o astro de "O Cobiçado", um novo reality show. 
Aillen Kern encontrou na voz rouca de Sen, um bálsamo para as dores da perda. Após a morte de seu noivo, ela se entregou ao luto, trancando seu coração, mas não o seu amor pela música.
Só não esperava ter a chance de conhecer seu ídolo, um dia. Menos ainda participar de um programa em busca de um novo amor, algo que ela decidiu nunca mais procurar. 
Encontrar o amor em um programa de TV parece improvável, mas a vida pode surpreender. 
“Leve e atual. Um romance que nasce em um reality show e ganha o coração dos leitores”.
Rosemary Souza de Castro, Blog Fábrica dos convites 
“A história de um casal improvável, unidos pela TV e por passados dolorosos, conduzida com excelência por Mari Scotti. O cobiçado possui personagens singulares, palpáveis e reais. É impossível não se colocar no lugar deles, é impossível não querer ser uma das candidatas a conquistar o coração de Rohan! E quem sabe, de algum dos músicos de sua banda...”
Michelle Pereira – Blog Notinhas de Rodapé
Eu tô com uma lista imensa do que quero ganhar, mas quem quiser me presentear com O Cobiçado, eu ficaria muito feliz!

Gostaram da tag? Deixe nos comentários o que você achou dos livros que escolhi. Beijão!

20 Comentários

  1. Ameeei essa tag e as suas respostas haha. Também tenho uma relação de amor e ódio com as histórias do John Green! Mas no meu caso, não consegui gostar de ACEDE zzzzz. Porém, amo muito Quem é Você Alasca, li ele já faz bastante tempo, mas pretendo ler de novo porque achei muito amorrrrr!

    Beijos
    Blog Mente Viajante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lya! Eu nunca li esse livro do autor, mas se for melhor que ACEDE, eu adoraria ler já que minha opinião sobre ele cada vez piora, infelizmente.

      Excluir
  2. Acho essa TAG super diferente, amei conhecer suas respostas. Mas, eu amo Quem é Você Alasca! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kaila. Eu ainda não conheço essa obra, mas ela parece ser muito boa já que você é a segunda a me indicar rsrs

      Excluir
  3. Oi, Miriã!
    Menina, e eu que tenho todos os livros de GoT que já foram lançados, mas estou empacada no segundo?
    Eu também quero ganhar O Cobiçado de presente hahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Halloween Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu. Eu tentei ler GoT mas menina, que livro difícil de ler! Eu não consegui terminar. Não vejo a hora de colocar minhas mãos em O Cobiçado <3

      Excluir
  4. Essa tag é muito legal hahahah
    Tbm sinto orgulho de ter lido Os miseráveis.. é uma sensação meio que "dever cumprido" sabe hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clayci. Eu li o livro em 4h porque é bem curtinho e nunca achei que poderia gostar de um livro obrigatório de literatura, mas amei!

      Excluir
  5. Oi, Miriã.
    Amo responder tags e não conhecia essa, já até anotei para poder responder também.
    Também sofro com a preguiça de Rainha Vermelha rs.
    Beijos
    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila. Eu sou bem doidinha em relação as tags então sempre que posso faço alguma. A Rainha Vermelha vai pegar teia aqui!

      Excluir
  6. Oi! Adorei a tag e as respostas. Também comprei a guerra dos tronos e fúria dos reis, não foi 50,00 reais porém até agora não desenvolvi a leitura hahaha bjos!

    Blog Literário 2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, como vai? Eu acho que muita gente foi comprando GoT achando que iria amar a leitura, mas acabou se perdendo completamente na narrativa. É uma pena!

      Excluir
  7. Essa tag é maravilhosa! E eu tenho visto a galera gostando muito de 50 tons, to quase convencida a ler haha
    Pode colocar um livro em mais de uma categoria? Pq eu colocaria os livros de GOT em pelo menos umas 3 aí, fácil fácil aisushsshsuh
    Adorei seu blog, fofíssimo. Beijos 😘😘

    www.vandivenus.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa. Eu acredito que devemos dar chance a obra, conhecer melhor os personagens e quem sabe a gente não gosta? GoT também entra em várias categorias, mas eu sou bem seletiva!
      Seja bem vinda!

      Excluir
  8. Oi linda, tudo bem???
    Menina você quer o cobiçado uhuuuuu. Vi seu comentário no blog... que bom que curtiu... fico feliz... a história é bem legal, mas por enquanto ele só tem em e-book, mas estamos na torcida para virar livro físico, porque quero fazer a minha coleção... Eu não curto a escrita do Green e lendo A Culpa é das Estrelas só me deu certeza de que não pretendo mais ler nada que ele escreva... eu não gostei da forma que ele escreve... tanto que eu chorei horrores no filme e no livro não senti lá essas coisas... a história central é boa, mas só... O livro mais caro que paguei até hoje foi 53,00 em um livro do André Vianco no dia do lançamento, não que ele não mereça, mas não faço mais essa loucura hahahh. E o livro mais barato, não me lembro o nome agora, mas foi 5,00 na bienal... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Di! Depois que vi as resenhas eu não vejo a hora de ter o livro! Acho que muita gente não se dá bem com o Green, o que é uma pena já que ele é um bom escritor. Eu tenho receio de gastar livros assim agora, já que a crise tá grande sempre tento comprar coisas baratas.

      Excluir
  9. Oi Miriã!

    Adorei a TAG, eu não sei qual foi o livro mais caro que já comprei, mas acho que foi Dom Quixote que veio lá da Espanha. Tive que comprar na época da faculdade rsrsrs mas depois deste acho que só compro livros não muito caros rsrsrsrs estou lendo até muito ebook porque são mais baratos rs E lendo o post me lembrei que ainda preciso ler Os miseráveis!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi! Eu praticamente leio tudo agora no celular, porque acho mais prático. Leia Os Miseráveis, eu realmente gostei e achei uma história divina!

      Excluir
  10. Eu adoro "As crônicas do gelo e fogo", mas preferi ir de e-book... 50 reais em um livro com aquelas paginas que oxidam... não convém! Mas, entendo sua dor, quem nunca comprou e nem terminou e depois se arrependeu! Eu só li ACEDE de Green, também devorei 50 tons, também tenho preguiça de "A rainha vermelha" e um baita orgulho de ter lido "Os miseráveis".

    Nem preciso dizer que adorei suas respostas né?!?!

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pandora. A gente tem muito em comum menina! Eu me arrependo de ter feito meu pai gastar tudo isso com GoT, mas é sempre bom ter um livro daquele tamanho na minha estante <3

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤