Logo



Posts Recentes

#STAG Aquela história: O dia que Deus me abençoou com uma vaga na UnB

19 março 2017

É engraçado como um simples tema te faz pensar... Fui indicada pela Clara do blog Próxima Primavera a responder uma tag chamada Aquela História. Não sei se entendi bem, mas pelo que pude ver, temos que fazer um post falando sobre uma história que seja memorável em nossas vidas. Eu fiquei bem pensativa sobre o que eu poderia falar. Podia ser sobre a primeira vez que me batizei, sobre a perda da minha avó ou mesmo meu primeiro amor, mas queria trazer algo diferente, um acontecimento que me fez subir aos céus e agradecer muito a Deus, por isso resolvi falar sobre quando descobri ter passado em uma Universidade Federal. 

Quem vive em Brasília há algum tempo deve conhecer o PAS: Programa de Avaliação Seriada. Esse projeto do governo se consiste em fazer três provas ao longo do Ensino Médio, e assim concorrer a uma vaga na Universidade de Brasília. Eu não pude fazer a prova do primeiro ano porque não tinha documento de identidade, então minhas esperanças de conseguir passar ficaram escassas, mesmo assim resolvi fazer as outras duas provas.

No dia para se inscrever, eu deveria escolher o tal curso que mudaria minha vida. Vocês não sabem mas eu vaguei por diversas escolhas enquanto estava no ensino médio, mas queria muito fazer Direito. O problema é que eu sabia que minhas chances de conseguir passar para um curso tão concorrido eram bem poucas, então optei por tentar algo mais "fácil": Administração.

Juro para vocês que assim que tinha feito minha inscrição, eu tinha me esquecido completamente do curso que havia escolhido, mesmo assim, fiz a prova e confesso que minha nota não foi a das melhores. Passou se o ano, me formei e enfim iria sair o resultado do PAS. Eu fiquei curiosa para ver as notas, não porque estivesse com esperança de ser uma das colocadas, mas porque muitas pessoas da minha sala haviam passado e eu queria tirar a dúvida. Assim que escrevi meu nome e apareceu a imagem que iria mudar minha vida, eu simplesmente não poderia acreditar. Sabe quando você fica um tempão olhando algo sem absorver nada daquilo? Eu tenho certeza que passei por isso. Eu não conseguia entender porque meu nome estava escrito naquela lista, e porque diabos estava escrito Administração (eu tinha me esquecido completamente que tinha escolhido esse curso!). Ainda sim, fiquei receosa e fiquei umas meia hora tentando entender, me convencendo que era somente uma piadinha. Então, para descargo de consciência, resolvi fuçar o Facebook de todos os meninos da minha sala que passaram e ver se eles tinham postado algo e lá estava, a mesma imagem que aparecia no meu computador: os nomes deles e os cursos.

Quando minha ficha caiu, em seguida minha mãe apareceu e disse "Miriã, precisamos tentar o Fies para você". Eu falei com bastante calma e disse "Não precisa mãe, eu passei na UnB".

Minha mãe achou que eu estava brincando e tive que confirmar umas trocentas vezes que era verdade, além de mostrar meu nome na lista para ela. Cara, acho que foi um dos dias mais emocionantes da minha vida! Lembro me perfeitamente bem de tudo o que fiz e o que falei, da alegria da minha mãe, do choro incontrolável da minha tia e do orgulho do meu pai. Simplesmente não há como esquecer. Eu sei que somente Deus poderia ter me feito passar em primeira chamada, até porque minhas notas não tinham sido boas, então eu gosto de pensar que ele fez uma exceção para mim. Até hoje agradeço e tento ao máximo honrar essa oportunidade que apareceu em minha vida.

E vocês, já passaram por alguma emoção desse tipo? Quero que me contem tudo! 

Esse post faz parte do projeto #STAG do QG dos blogueiros. Participe você também!

Com amor e carinho.


6 comentários • DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO TAMBÉM

  1. Oi, Miriã!
    Eu entendo bem essa emoção. Senti isso quando passei no SISU para o curso que estou fazendo. Fui da primeira leva, o programa havia acabado de ser implementado no Brasil.
    E a segunda vez foi quando eu recebi realmente a confirmação do Ciência Sem Fronteiras... Eu estava na universidade, em aula, quando me falaram.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu. Com certeza é uma emoção que não conseguimos explicar bem. Eu fiquei tão feliz e guardei na memória esse momento porque quero sempre relembrá-lo. Eu queria ter passado no Ciência sem Fronteiras, mas pelo visto meu conhecimento de inglês era bem menor do que eu achava kkk
      Beijo!

      Excluir
  2. Oi Miriã! Eu adorei o post, e amei sua história. Quando queremos algo e conseguimos alcançar, é uma sensação inexplicável.
    Também me lembro quando passei no vestibular, sempre fui muito negativa, achei que precisaria tentar muitos anos. Tudo bem que foi numa faculdade particular, mas mesmo assim não acreditava que seria capaz.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia. Acho que independente de ser numa faculdade particular ou pública, o fato de termos conseguido algo já é maravilhoso, porque de alguma forma, a gente conseguiu vencer uma etapa da vida, né?

      Excluir
  3. Oi Mi!!!
    Não tem como não se emocionar com a realização de algo que lutamos tanto para conseguir! E realmente Deus providencia tudo que é nosso e nos dá vitória sempre!
    Muito sucesso na sua caminhada, beijinho
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Roberta! Obrigada pelo carinho. Eu fiquei muito feliz e me senti agraciada por ter conquistado essa vaga, mas sem Deus tenho certeza que não teria conseguido.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤