A menina dos olhos molhados - Marina Carvalho | Resenha

12 abril 2017

Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo...

Chick-lit, humor, romance | 296 páginas | Editora Globo Alt

Bernardo trabalha como jornalista investigativo no Jornal Folha de Minas. Ele é muito bom no que faz mas tem um sério problema para trabalhar em grupo por ter tido alguns probleminhas no passado, mas agora não há outra saída que não ser mentor de Rafaela, a nova estagiária do jornal. Disposto a ignorá-la, ele faz de tudo para não ficar perto de Rafaela, inclusive faz seus horários contrário ao da moça, mas nem mesmo ele pode negar que ela é muito eficiente, e que seus textos são muito bons.

Rafaela é uma mulher bem de vida, filha de pais com alto poder aquisitivo, mas quer trilhar seu caminho com o próprio esforço, mas Bernardo, seu chefe, já mostrou que não fará a convivência com ela fácil, mas quem disse que ela realmente se importa? Os dois passam a fazer várias matérias juntas, mas sempre dando más respostas ao outro, porém, acabam criando um vínculo e quem não queria ter nada a ver com a estagiária, passa a se apegar muito a ela. O problema é que Bernardo já se decepcionou muito no passado e morre de medo de entregar seu coração outra vez, mas será que já não está na hora de recomeçar?

MINHA OPINIÃO
Vendo tantos elogios a esta obra, decidi que precisava lê-la e com uma sentada, devorei por inteiro a obra da Marina Carvalho. O livro é narrado por Bernardo, o que particularmente eu amei porque acho as narrativas de personagens masculinos bem mais diretas e simples. Bernardo é um ótimo jornalista, leva seu trabalho muito a sério, mas depois que seu namoro com Valentina na faculdade lhe rendeu terríveis situações, ele prefere trabalhar sozinho. 

Bernardo é como qualquer outro homem que gosta e aprecia o sexo, mas que não vive a base disso. Diferente da maioria dos personagens masculinos, quase não vemos passagem de Bernardo saindo e pegando todas, o que eu achei um ponto muito positivo da obra. Pelo contrário, vemos um personagem centrado em sua carreira e mais preocupado em uma possível promoção do que em seduzir mulheres. Rafaela é uma boa moça mas não leva desaforo para a casa. O choque entre os dois é carregado de comentários mordazes e sarcásticos, o que leva o leitor a loucura. O melhor de tudo é que o romance deles não acontece do nada - eles se detestam e PUF!, passam a se amar -. Na verdade, o convívio entre eles e a amizade que surge no trabalho faz com que cada um comece a perceber a falta que o outro faz quando, por algum motivo, eles acabem faltando o trabalho, e assim, os dois começam a perceber que se gostam, ou seja, lá pelo final do livro, vamos percebendo que Bernardo começa a derreter seu coraçãozinho.
Foto por Diário da Suki
Outra coisa que gostei é que ambos são diretos em relação a seus sentimentos. Eles não ficam enrolando horrores para admitirem que se gostam e resolver ficar juntos. A menina dos olhos molhados, apesar do nome, não tem nenhum drama em seu enredo, o que acabou me decepcionando. Esperava que a história fosse basicamente um new adult e não um chick-lit, então esperei uma grande explicação por trás do título e algum terrível segredo a ser revelado, o que não aconteceu.

Como um todo o livro é bem morno, não tem nada demais na história. E mesmo com os momentos de tensão, ainda assim não consegui me sentir cativada pelo enredo. Por outro lado, gostei muito do Bernardo e sua forma de viver: simples e básica. Rafaela teve pouco aprofundamento já que não é ela quem narra a história e por isso não senti tanta empatia pela moça, mas confesso que sua personalidade era muito forte e bem admirável.

Para aqueles que gostam de um chick-lit não tão preso no romance e narrado por homens, acredito que esse livro é o certo para você.

Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Oi, Mika!
    É tão difícil achar um romance narrado pelo homem, né?
    Interessante.
    Poxa, apesar de ser jornalista não me interessei tanto pelo livro, principalmente por causa da sua visão da história e por ele ser morno.
    E como assim não tem explicação do título?
    Se fosse um livro inglês que tivessem traduzido o título porcamente, tudo bem, mas o livro é brasileiro.
    Entendi nada...

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Teca. Na verdade tem explicação sim, mas eu achei que fosse algo completamente lindo e dramático, mas é uma coisa que foi pouquíssimo explorado ao longo do texto, ou seja, acabou tornando a referência desnecessária. Eu gostei muito da visão da profissão jornalista da autora, ela abordou de uma forma maravilhosa isso.

      Excluir
  2. Mas que difícil esse Bernardo! Não gosta de trabalhar em grupo, não quer se apaixonar por decepções no passado.. Ela vai precisar de muito esforço pra criar esse muro que ele criou, ein! O que mais me chamou a atenção foi o livro ser narrado pelo POV dele. Adoreeeei! Realmente são poucos os livros com narração masculina, principalmente se tratando de romance. Fiquei doida pra ler a obra <3


    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Apesar dos "não me toques" do Bernardo, eu realmente gostei muito dele. É um personagem muito bem construído, que você logo percebe simpatia, amei ele e adoro quando os autores resolvem abordar melhor as narrativas masculinas.

      Excluir
  3. Ooi Miriã, tudo bom??
    Também vejo tantos comentários maravilhosos sobre esse livro que estou esperando para ler sem expectativas,
    Mas adorei saber que é narrador por um homem que ainda é jornalista <3
    Só acho que para esse título deveria ter uma explicação muito boa né,
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mandy. Não é que o livro não tenha uma explicação, mas achei-a bem rasa, se você pensar que foi ela que deu o título da obra, então pensei que teria mais embasamento por detrás da frase, o que não é bem o que ocorre :|

      Excluir
  4. Oi Mi! Eu ainda estou na duvida sobre esse livro, embora Bernado pareça um personagem adorável eu estou com certo receio sobre a narrativa, não sei se serei cativada também pelo enredo. Mas caso eu leia te conto depois rs


    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. Eu confesso que fiquei bem prendida pela história, mas esperava muito mais, então não vi tanto aprofundamento assim.

      Excluir
  5. Oi, Mi

    Eu acho esse título muito feio. Nem que tivesse a ver com a história eu iria achar bom, acho tão cafona... hahaha
    Mas o enredo, apesar de mediano, parece gostosinho.
    Que pena que o enredo não te cativou, é chato quando isso acontece!

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamires. Concordo com você que tem uns títulos beeeem ruins, mas não achei esse tanto não. A história é legal mas minhas expectativas estavam lá em cima sabe? Foi uma decepção.

      Excluir
  6. Oiii, Miriã.
    Eu já tinha visto esse livro antes e me apaixonei por essa capa. Apesar de a história ser um pouco morna, como você disse, tenho vontade de lê-lo, parece uma leitura interessante. Achei legal o narrador ser o Bernardo e concordo contigo, a narração fica mais objetiva, sem aqueles dramas todos.Também gosto de personagens maduros e de quando o relacionamento acontece devagar, sem pressa ou pressão. Esses pontos me faz ainda mais querer ler a obra.
    Um beijo,
    eusouumpoucodecadalivroque.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mirelle. Muita gente amou esse livro e eu não achei ele ruim, só esperei demais dele, mas com certeza o enredo e os personagens não são tão "parados" assim, isso depende da opinião de cada um. Espero que você leia e goste.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Sim, eu não sou a louca dos signos mas sou a louca dos templates. Talvez você entre aqui e veja o blog todo mudado, mas o Leitora Encantada é apenas uma extensão dos meus pensamentos, que realmente mudam com o piscar dos olhos. Espero que gostem!

Facebook

Instagram

Lendo no momento

Lendo no momento

Autores parceiros

                                            

Seguidores

Blogroll

  • Arquivos

    Link-me


    Life Style

    Tecnologia do Blogger.
     
    Todos os direitos reservados 2016 - 2017 | Logo por: MIKA CAETANO - Design E Programação: Espalhando Bonitezas