Logo



Posts Recentes

Encrenca - Non Pratt | Resenha

13 julho 2017

Sinopse: Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.
Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade.
Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.
Jovem adulto, romance | 307 páginas | Editora Verus 

Hannah Sheppard é conhecida por ser uma das garotas mais fáceis da escola, além de sua melhor amiga, Katie. Com uma fama duvidosa e ações rebeldes, ela leva a vida como quer, com muito sexo, álcool e cigarros. Até que ela se descobre grávida aos 15 anos e toda sua vida muda completamente. Com medo de falar quem é o pai da criança, Hannah passa a ser julgada por todos da escola. Afinal, foi ela que procurou isso, não?

Mas Aaron Taylor, o aluno novo e filho do professor de História transferido no meio do ano, não concorda com eles. Tentando fugir da culpa que o assola e o fez mudar de escola, Aaron resolve assumir a paternidade do filho de Hannah, achando que assim estará fazendo um bem em troca de todo o mal que fez no passado, quando ele era somente conhecido por Ty.

Mas enquanto os meses passam e a barriga dela cresce, os dois irão passar por muitas situações inusitadas, colocando à prova o plano que eles tinham tão bem traçado no começo.
Foto por Leitora Encantada

MINHA OPINIÃO

Estou tão apaixonada por Encrenca que senti que precisava terminar a história e vir correndo aqui conversar com vocês sobre ela. Infelizmente não tive oportunidade o dia todo, mas cá estou trazendo a vocês minha opinião sobre essa obra maravilhosa escrita pela Non Pratt, que aborda a realidade triste da gravidez na adolescência. 
Foto por Leitora Encantada
Só para deixar claro que eu não gostei da Hannah no começo do livro. Achei ela realmente uma vadia a maior parte do tempo do livro (vulgo "antes de descobrir estar grávida"). Ela não se valorizava nem um pouco, gostava de se auto afirmar bonita e gostosa e boa parte das ações dela me enojaram, não é a toa que ela ganhou o apelido carinhoso de vagabunda por todos da escola. É muito comum julgarmos uma pessoa assim e no fim, quando essa tal pessoa aparece grávida, nós a chamarmos de burra ou merecedora do que aconteceu com ela. Eu achei a Hannah realmente burra, suas ações provam exatamente isso, mas ela nada mais é que uma adolescente que tomou uma decisão ruim e acabou sofrendo circunstâncias drásticas por isso, mas que fique claro que ninguém deve julgar uma pessoa por ter passado por tal coisa, até porque "quem somos nós?".

Se por um lado a Hannah me irritou com as idiotices dela e começou a ganhar meu apreço já no meio do livro (é bem impossível não se sentir compadecido pela situação atual dela, afinal, ela só tem 15 anos!), o Aaron foi um personagem totalmente mais fácil de gostar, aliás, ele é meu novo crush literário ❤ QUEM no mundo assumiria a paternidade de um filho de uma garota que você mal conhece e que claramente não é seu? É claro que a atitude do Aaron não é algo que vemos todos os dias, e provavelmente nem veremos, mas foi notável, foi bonita e ele merece todos os pontos do mundo por não só, não julgá-la mas também por apoiá-la, coisa que ninguém fez além de sua família.
Foto por Leitora Encantada
E falando em família, a relação da família e ambos os personagens é bem explorada aqui. Amei os pais de cada um, eles protegendo seus filhos à sua maneira, coisa que raramente vejo na realidade quando alguma adolescente descobre estar grávida e se recusa a falar quem é o pai. E se você acha que Hannah não sabe quem é ele, você está muito enganada. Desde o começo a autora vai nos jogando pistas de quem pode ser e confesso que eu levei um soco na cara quando o tal nome foi revelado, e caramba, senti uma revolta incontrolável e senti mais raiva ainda da Hannah por ter realmente sido muito burra (entendedores, entenderão).

O dito cujo pai do bebê foi personalizado com aquele típico estereótipo de garoto que faz merda e não assume suas responsabilidades, e foi nessas horas que sentia mais raiva de Hannah, porque mesmo sabendo que o carinha não prestava, ela ainda assim desejava ele ~questões do amor, bléh~. 

A autora aborda temas como aborto, bullying e amizade de uma forma dinâmica e plausível, além de ter uma narrativa muito leve e cativante. O livro gira em torno da gravidez de Hannah mas também foca no passado de Aaron, que esconde algo que visivelmente ele não quer que ninguém saiba, o que deixa a história mais intrigante.
Foto por Leitora Encantada
Ah, antes que eu me esqueça! Se você espera um romance entre o casal, tire o cavalinho da chuva porque isso não vai acontecer. Eu até torci para eles mas o foco da autora realmente é em outras questões, ou seja, terminamos o livro com várias perguntas não respondidas: será que Aaron e Hannah irão ficar juntos? O pai do bebê vai enfim vestir as calças e assumir a responsabilidade pela criança? A Hannah vai conseguir passar de ano? e como ela vai levar a vida daqui em diante? Infelizmente a autora nos presenteou com um final em aberto, então cabe a nossa imaginação fazer um final para a história, mas se vocês souberem se terá uma continuação dessa história, me contem, porque com toda a certeza eu vou ler!

Encrenca é um livro adolescente que aborda temas realistas e infelizmente corriqueiros na vida dos adolescentes de hoje. A escrita da autora faz com que além de nos sentir conectados aos personagens, faz com que tenhamos uma percepção melhor sobre pessoas que realmente sofrem com essa realidade na vida real, mostrando uma forma de agir e principalmente ensinando como não agir em situações como essa. É um livro lindo e super favorito do ano!

12 comentários • DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO TAMBÉM

  1. Oi, Mi

    Eu acho que era esse livro que chegava com uma camisinha para os parceiros! Hehehe
    O tema abordado e bem relevantes e confesso que fiquei mais curiosa com o passado de Aaron do que com qualquer outra coisa.
    Eu geralmente não ligo para finais abertos quando eles são plausíveis...
    Não descarto uma leitura dele no futuro!

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamires. O final do livro foi bem plausível, mas é claro que o leitor sempre quer mais, então eu fiquei chateada por ele ter terminado de repente. Fora isso, eu amei tudo!!! Eu fiquei muito cativada pela narrativa, os personagens e com certeza vou indicar sempre.

      Excluir
  2. Oi Mi, acho bacana o foco do livro ser outro e não romance e acho que tb vou ter raiva de Hannah rsrsrrss de qualquer forma eu fico feliz por vc ter gostado e superado aquela ressaca literária!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. É impossível não sentir raiva dela em alguns momentos, já que as decisões dela são péssimas mas eu até que gostei bastante da história e dela no final, uma fofa.

      Excluir
  3. Está na minha listinha, Miriã!
    Provavelmente a Hannah vai me irritar tbm, mas parece que o geral vale a pena a leitura né?
    Td bem q n vai ter romance, mas fiquei curiosa pra conhecer o Adam, haha
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. Ah, você vai acabar gostando dos dois, tenho certeza. Eu me irritei com ela no começo e no fim, adorei a Hannah, gostei de ver a evolução dela ao longo da história.

      Excluir
  4. Olá, tudo bem? Desde que esse livro lançou tive vontade de lê-lo, saber qual era a da Hannah, pois tenho certeza absoluta de que irei me irritar muito com ela, hehe. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa. É fácil irritar-se com ela, mas no fim é impossível não gostar da evolução que ela teve.

      Excluir
  5. Ahhhh, acho que já tinha ouvido falar desse livro, mas nem lembrava direito dele e agora já tá na minha listinha pra ler! Eu super tentaria entender o lado da Hannah, mas entendo que quando um personagem começa a errar muitas vezes seguidas a gente realmente se irrita com eles haha acho muito importante abordar esses assuntos, precisamos falar mais sobre eles!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabs. Entendi ela, até porque muitas amigas minhas engravidaram nessa idade, mas dá um sentimento de irritação e revolta sim, ela dá uns vacilo que ninguém merece. No fim, eu gostei!

      Excluir
  6. Oi Miriã,
    Eu também acho que 'Encrenca' foi realista.
    Adorei a obra e a considero um aprendizado, porque por mais que a Hannah erre e seja muito chata (SPOILER), ela fica com o bebê (FIM DO SPOILER).
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alê. Só o final em aberto que me decepcionou, mas adorei Encrenca de cabo a rabo.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤