Livros para sair da zona de conforto

21 outubro 2017

Quando a gente se acostuma a ler um determinado gênero literário, é muito difícil a gente sair embarcando de cara em outros temas. Eu mesma não leio distopias e terror de jeito nenhum, meu santo não bate e eu tendo a abandonar as leituras, isso porque meu coração pertence ao romance e todos os sub-gêneros dele. Porém, sempre é bom dar uma variada nas leituras da gente e eu mesmo pretendo fazer isso, então resolvi trazer alguns livros que não necessariamente tem um gênero literário diferente, mas que traz temáticas interessantes e que fazem o leitor sair da zona de conforto e ir provar o diferente. 


Esse livro fala sobre a disponibilização de imagens íntimas de pessoas por seus ex-parceiros na internet. Quantas vezes a gente não vê alguém fazendo isso? E quantas vezes a gente não julga aquela pessoa que tirou a tal foto íntima sem pensar nas consequências que ela está passando? Profundo aborda o tema da perspectiva da vítima, essa que teve suas fotos vazadas e mostra a partir disso como as pessoas começam a tratá-la após verem as tais imagens.
Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam.Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.

O ódio que você semeia aborda justamente o preconceito e o racismo que muitos negros ainda sofrem por aí, e a maneira como uma adolescente tenta justiçar seu melhor amigo que foi morto pela polícia a troco de nada. É um livro real e que mexe com a forma como enxergamos as pessoas.
Uma história juvenil repleta de choques de realidade. Um livro necessário em tempos tão cruéis e extremos. Starr aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial. Não faça movimentos bruscos.Deixe sempre as mãos à mostra.Só fale quando te perguntarem algo.
Seja obediente.Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. De repente o amigo de infância da garota está no chão, coberto de sangue. Morto.Em luto, indignada com a injustiça tão explícita que presenciou e vivendo em duas realidades tão distintas (durante o dia, estuda numa escola cara, com colegas brancos e muito ricos - no fim da aula, volta para seu bairro, periférico e negro, um gueto dominado pelas gangues e oprimido pela polícia), Starr precisa descobrir a sua voz. Precisa decidir o que fazer com o triste poder que recebeu ao ser a única testemunha de um crime que pode ter um desfecho tão injusto como seu início.Acima de tudo Starr precisa fazer a coisa certa. Angie Thomas, numa narrativa muito dinâmica, divertida, mas ainda assim, direta e firme, fala de racismo de uma forma nova para jovens leitores. Este é um livro que não se pode ignorar.

A gente constantemente ouve no jornal sobre violência doméstica e relacionamentos abusivos mas não lemos nada a respeito, e Amor Amargo vem trazer em suas páginas um desses casos onde o amor perfeito que uma garota desejava se tornou na verdade um pesadelo. Como alguém que deveria te proteger e te amar incondicionalmente é o primeiro a levantar a mão pra você quando algo não dá certo? Neste relato impressionante da Jennifer Brown, você vai mergulhar neste drama e com certeza sair da zona de conforto.
Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.Até Cole aparecer.Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos.

Por que Proibido choca? Porque a gente aprendeu que amor entre irmãos sem ser o fraterno é pecado, então como lidar com o fato de que dois irmãos se amam como um homem e uma mulher? Se tem uma das coisas que iremos ver nesse livro é a quebra de tabus de uma maneira intensa e muito real.
Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.Eles são irmão e irmã.Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Apesar do tema ter soado um pouco batido, o suicídio precisa muito ser explorado para que as pessoas consigam entender melhor aqueles que cometem tal ato e para que elas possam ajudar também pessoas que pretendem fazê-lo. Quando tudo faz sentido traz a perspectiva de uma garota aparentemente perfeita mas que por dentro se sente podre. Depois de anos praticando bullying com seus amigos, Liz sente que não é uma boa pessoa e para que ela consiga se livrar desse mal que ela se tornou, ela meticulosamente planeja seu suicídio. O que vocês irão perceber com essa história é a forma como a personagem começa a perceber que sua vida não tem sentido, ao mesmo tempo que seus familiares e amigos oram e imploram para que ela tenha uma segunda chance.
Liz Emmerson é uma garota popular no colégio e tem uma vida aparentemente invejável. Por que ela tentaria tirar a própria vida, simulando um acidente de carro depois de assistir a uma aula sobre as Leis de Newton? Neste surpreendente romance de estreia, Amy Zhang, que nasceu na China e mora no estado de Nova York, aborda temas como abandono, bullying, depressão e suicídio com uma narrativa crua e pungente que vai arrebatar os fãs de obras como As vantagens de ser invisível, Nuvens de Ketchup e Meu coração e outros buracos negros, entre outros. Na trama, Liz é resgatada por Liam, um garoto que ela sempre desprezou, mas talvez uma das poucas pessoas ao seu redor capaz de enxergá-la além das aparências. Envolvente e emocionante, o livro – que prende também pelo mistério se a protagonista vai ou não sobreviver (e que só é revelado no final) – mostra a fragilidade, a solidão e os dilemas dos jovens de forma sensível e sincera.
E aí, vocês já leram algum desses livros? Gostaram? Me digam o que vocês acham das histórias deles! 
Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Já me indicaram muito Proibido, então desse post esse é o livro que eu apostaria super!

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clarissa. Eu quero muito ler esse livro mas tenho receio justamente por causa do tema, espero passar essa barreira.

      Excluir
  2. Oi Miriã!
    O único citado que já li foi Proibido e mexeu muito comigo, chorei muito com o final. Quero MUITO ler Profundo e O ódio que você semeia. Os demais não conhecia bem, fiquei bem curiosa pra conhecer mais as obras também, já que abordam temas importantes.
    Ótimas dicas!
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kamilla. Quero ler todos esses só não tive oportunidade ainda, ainda mais porque Proibido tem um tema muito forte, que me incomoda um pouco.
      Beijos

      Excluir
  3. Ainda não li nenhum desses livros, mas me interessei bastante por "quando tudo faz sentido" e "proibído", eu leio de tudo, estou sempre saindo da minha zona de conforto, o único gênero que não leio muito é romance rsrsrs

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cássia. Já li Quando tudo faz sentido e te indico muito, eu fiquei super emocionada com essa história.

      Excluir
  4. Ooi adorei a dica, ainda não li nenhum desses, mas quero muito ler Proibido.
    Beijos bom final de semana .
    https://bellapagina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Letícia. Se você ler algum dia tente contar pra gente como é.

      Excluir
  5. Oiii Mika

    Menina, o ódio que vc semeia só vem colentando criticas excelentes, preciso ler esse livro, todo mundo fala do forte e impactante que é a história e a protagonista maravilhosa... Não conhecia Profundo, achei a premissa do livro bem interessante, nunca tinha visto muitos livros tratarem desse tema que é tão atual.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice. Ainda não li ele não, aliás, nenhum dos que citou mas as críticas são maravilhosas e foi por isso que resolvi ler eles.

      Excluir
  6. Oi, Mi!
    Desses, eu já li O Ódio que Você Semeia e Proibido. Amei os dois!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu. Vi sua resenha de O ódio que você semeia, mas Proibido não. Eu pretendo muito ler esses livros.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Sim, eu não sou a louca dos signos mas sou a louca dos templates. Talvez você entre aqui e veja o blog todo mudado, mas o Leitora Encantada é apenas uma extensão dos meus pensamentos, que realmente mudam com o piscar dos olhos. Espero que gostem!

Facebook

Instagram

Lendo no momento

Lendo no momento

Autores parceiros

                                            

Seguidores

Blogroll

  • Arquivos

    Link-me


    Life Style

    Tecnologia do Blogger.
     
    Todos os direitos reservados 2016 - 2017 | Logo por: MIKA CAETANO - Design E Programação: Espalhando Bonitezas