Livros que eu gostaria de reler

30 outubro 2017

Há tantas obras maravilhosas que lemos em nossa vida que fica impossível não querer repetir a dose e embarcar outra vez nessas histórias. O que não poderia ser diferente comigo, já que assim que termino um livro que tenho certeza que irá ficar marcado em mim, sinto uma necessidade enorme de reler para que minha mente consiga absorver todas as emoções e sensações que senti quando estava lendo pela primeira vez. Abaixo vou citar alguns livros onde sinto uma vontade enorme de reler, e que por motivos de preguiça, ainda  não comecei.

Puros - Julianna Baggot

Vou começar pela minha distopia favorita em toda a história - leia-se: a única que realmente consegui ir com tudo na leitura -. Puros conta a história de um mundo pós 3º Guerra Mundial onde todos os humanos que estavam fora do Domo - um lugar seguro que só aceitavam humanos saudáveis, chamados de puros -, acabaram se fundindo com objetos ou qualquer coisa que estivessem próximos após as grandes explosões. Entre eles está Pressia, uma garota com mão de boneca que precisa se livrar da milícia que assola o mundo fora do Domo. É claro que tudo isso é só ponta do iceberg e a gente tem muitas questões políticas e até mesmo envolvendo Pressia na história. O que eu amo nesse livro é que ele foge do clichê e nos envolve uma história cheia de ação e descobertas. É uma pena mas o segundo volume da trilogia nunca foi lançado aqui no Brasil, mas pretendo sim reler a obra.
Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.
Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse.
Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores. Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim. Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. Quando uma frase dita sem querer dá a entender que sua mãe pode estar viva, ele arrisca tudo e sai à sua procura.
Dois universos opostos se chocam quando Pressia e Partridge se encontram. Porém, eles logo percebem que para alcançarem o que desejam — e continuar vivos — precisarão unir suas forças.

Cinder - Marissa Meyer

Cinder é outra obra que preciso reler! Sendo o primeiro de uma série que faz releituras dos contos de fadas mais conhecidos pelo mundo, a gente se depara com Cinder, uma ciborgue que não conhece muito do seu passado. Seu mundo se resume a consertar robôs e ouvir os desaforos de sua madrasta, além de ser culpada pela mesma pela doença de sua meia-irmã. Aqui temos uma história de fantasia e distopia também misturado a questões políticas e claro, romances como palco de fundo. Já li os dois primeiros volumes da série mas preciso reler o primeiro se quiser dar continuidade a história, já que não lembro de quase nada do que acontece com os personagens.
Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica.

Pollyanna - Eleanor H. Porter

Pollyanna é um dos livros clássicos que contém mais edições que eu conheço. Foram tantas editoras que resolveram publicar essa história que é impossível não saber porque ela faz tanto sucesso. Confesso que quando li Pollyanna, há muitos anos atrás, eu não curti muito a  narrativa. Vejamos, eu tinha apenas 11 anos e o livro foi escrito com vários termos como Mrs. e Miss e minha cabeça era desentendida dessas coisas, por isso não curti muito a leitura. Porém, Pollyana Moça já me cativou mais, tanto que já li três vezes, e por isso pretendo reler o primeiro, para ver se dessa vez eu consigo ter uma melhor impressão da obra, sem contar que essa edição da editora autêntica tá maravilhosa, tanto que não resisti e comprei.
A pequena Beldingsville, uma típica cidadezinha do início do século XX na Nova Inglaterra, Estados Unidos, nunca mais seria a mesma depois da chegada de Pollyanna, uma órfã de 11 anos que vai morar com a tia, a irascível e angustiada Polly Harrington. Por influência da menina, de uma hora para outras tudo começa a mudar no lugar. Tia Polly aos poucos torna-se uma pessoa melhor, mais amável, e o mesmo acontece com praticamente todos os que conhecem a garota e seu incrível "Jogo do Contente". Uma otimista incurável, Pollyana não aceita desculpas para a infelicidade e emprenha-se de corpo e alma em ensinar às pessoas o caminho de superar a tristeza. 

Essa é uma história de amor - Jessica Thompson

Esse é mais um livro de amigos que se amam, mas que demoram dois séculos para admitirem tal coisa um para o outro. Vou confessar que boa parte do livro eu li que nem minha cara e de qualquer jeito, além de ter pulado muitas partes, isso porque a enrola para a Sienna e o Nick ficarem juntos me incomodou muito. Porém, ele realmente tem uma trama bonita envolvendo os personagens, principalmente Sienna e seu pai, daquelas que dá vontade de ler e chorar ao mesmo tempo. Por isso, eu pretendo ler outra vez a obra, sinto que deixei minha criancisse levar a melhor sobre a leitura sendo que eu poderia ter me emocionado mais com a leitura.
Um rapaz conhece uma menina e a menina se apaixona pelo rapaz – até aí, nenhuma novidade.
Mas, com Sienna e Nick, as coisas não acontecem do jeito que costumam acontecer nas histórias de amor. Tudo bem que ela o achou superparecido com o Jake Gyllenhaal, seu ator preferido. E ele teve o maior frio na barriga quando viu aqueles lindos olhos azuis-escuros no metrô. Nada disso importa quando a gente está fechado para balanço.
Ela é frágil... Tem tantos segredos. E ele não está a fim de nada sério.
Engraçada e ao mesmo tempo triste, esta é a história de duas pessoas destinadas a não ficarem juntas... mesmo sendo a coisa que elas mais querem no mundo.

A senhora do jogo - Sidney Sheldon

Eu sei que sempre cito A senhora do jogo aqui no blog mas esse livro virou um queridinho pra mim e é impossível não ficar sempre relembrando dele nos posts. Sendo meu primeiro contato com o autor, A Senhora do jogo entrega uma trama cheia de artimanhas e jogos de poder, é por isso que a leitura é tão envolvente. Eu já li esse livro duas vezes mas ainda assim pretendo ler mais uma e relembrar essa obra maravilhosa, e todos aqueles pontos que me cativaram tanto desde a primeira vez que li.
A aguardada continuação de um dos maiores sucessos de Sidney Sheldon. No seu bestseller mundial, O reverso da medalha, o autor nos apresentou à glamurosa e manipuladora família Blackwell e sua inesquecível matriarca, Kate. Tilly Bagshawe, autora do elogiado Adorada, retoma a saga dos Blackwell, seus amores, dramas e conspirações desde a década de 1980 até os dias atuais, quando uma nova geração comanda os negócios da família. Tenso e provocativo, A senhora do jogo agradará aos milhões de fãs de Sidney Sheldon e tem tudo para conquistar novas gerações de leitores. Mais de 300 milhões de exemplares vendidos, de seus 25 títulos, em 180 países e traduzidos para 50 idiomas levaram Sheldon ao Livro dos Recordes Guinness, na categoria de "Autor Mais Traduzido do Mundo". Todos os seus romances chegaram ao topo das listas de mais vendidos. Sheldon também foi bem-sucedido no teatro, no cinema e na TV: criou 6 peças da Broadway, 25 roteiros de cinema e mais de 200 roteiros para séries televisivas.
E aí, o que vocês gostariam de reler?

Comentários
24 Comentários

24 comentários :

  1. Oiii Mika!!!

    Estou muito orgulhosa de ti hoje mulher, finalmente duas distopias na tua lista. Duas!!!!! Logo tu hein? Poxa, acredita que Puros foi lançado a trilogia inteira aqui e até hoje não li, e olha que tenho vontade, falta é tempo. Tuas recomendaçoes sobre o livro smepre me deixam super curiosa, preciso arrumar tempo pra ler pelo menos a primeira parte esse ano... vamos ver...
    Desnecessário falar de Cinder, estou amando essa saga! Cinder não me empolgou tanto com a coisa dos andróides e tals, mas quando chega no segundo livro, Scarlet, ah Deus, eu amei! e é em parte ambientado na França e tem essa referência toda à Chapeuzinho e o Lobo Mau e eu amei de paixão, você precisa ler! Lê vai, faz uma forcinha que vale à pena, de verdade mesmo (olha eu querendo te corromper pra virar mais uma menina do Team Distopia...haha)

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice. Pra você ver como são as coisas haha eu detesto o gênero mas sinto vontade de ler dois livros dele, que irônico né? Se você ler Puros e curtir, tenho certeza que dá pra indicar o livro pra todo mundo já que você leu muitas distopias e tem um conhecimento nato sobre o assunto.
      Eu gostei de Scarlet também, principalmente do Lobo, mas quando li tava muito mal traduzido e muita coisa tava estranha, não deu pra entender, por isso quero ler Cinder de novo e comprar os livros.
      Beijos

      Excluir
  2. Não li nenhum desses, mas esses primeiros 4 parecem-me muito interessantes! =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Margot. Tomara que você leia um dia :)

      Excluir
  3. Oi Miriã, tudo bom?
    Menina, que nostalgia ver Puros por aqui! Foi uma das primeiras distopias que eu li, lá na época em que THG estava estourando. A história era maravilhosa - RIP nunca terem terminado de publicar a série </3
    As Crônicas Lunares é uma das minhas favoritas da vida. Tenho muita vontade de reler também. Viver todas as emoções de novo, chorar pelos meus ships, ai que saudade!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise. Não sabia que você tinha lido, quando li me senti a only shit do país já que ninguém nunca comentou da história comigo kkk que alegria saber que você leu, já dá pra gente trocar figurinhas.

      Excluir
  4. Oi, Mi!
    Meu Deus como amo A Senhora do Jogo, mas amo mais ainda O Reverso da Medalha (que é antes desse). Já leu? Maravilhoso!
    Leia de novo Cinder sim e termine As Crônicas Lunares maravilhosa!
    Eu cheguei a ganhar Puros mas passei pra frente.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu. Você sempre cita esse mas na verdade eu nem sabia que vinha antes de A Senhora do Jogo pra você ter ideia da minha inteligência kkk mas pretendo terminar sim as Crônicas Lunares. Pena que você passou Puros, mas ele sempre foi muito subestimado sabe? Tanto que nas livrarias ele custava quase nada.

      Excluir
  5. Oi Miriã! Confesso que não tenho paciência para reler livros, porque tenho tantos na minha lista para serem lidos que sinto que estaria perdendo meu tempo sabe? Mas sempre tem aqueles livros que realmente nos marcam e dá aquela vontade de reler, no meu caso um deles foi Fallen!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cássia. Eu li Fallen mas não curti tanto assim a ponto de querer reler.

      Excluir
  6. Oi Miriã,
    Eu tenho Puros aqui em casa e nunca li. Preciso resolver isso loogooooo.
    Aliás, eu preciso reler a saga Harry Potter e nunca consigo também. :(
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale. Eu já li a saga HP umas 3 vezes já, meio que cansei haha

      Excluir
  7. Oi Mika,
    Sabe, eu não consigo reler livros, kk. Bem como não consigo rever filmes. Quando acontece de eu assistir um filme de novo é por que quem está comigo ainda não assistiu. Mas, no caso dos livros, pra mim não dá.
    De qualquer forma, seu post foi super informativo pra mim, coloquei alguns livros na minha lista de futuras leituras. Eu A-M-E-I a sinopse de "Puros", eu ainda não li nenhuma saga, por que nenhuma me despertou verdadeira vontade de ler, quem sabe agora com a de "Puros" eu não leia?! Pena que o segundo livro não foi lançado aqui.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leslie. Eu também não sou lá fã de reler, eu falo que quero mas geralmente não faço kkkkk mas Puros é maravilhoso, eu amei esse livro.

      Excluir
  8. Oi Miriã!
    Eu tenho o Esta é uma história de amor, mas ainda não li!
    Sidney Sheldon ali *-*
    Tenho uma listinha de livros q eu gostaria de reler tbm, mas tá tão dificil arrumar tempo ultimamente que dou prioridade para as leituras novas.
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. Também acho que fica difícil arrumar tempo né, mas o legal é você criar essas listas para lembrar de histórias memoráveis.

      Excluir
  9. Oie
    Eu ainda não li nenhum livros desses, mas tenho vários livros aqui que eu gostaria de reler, me falta é tempo.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa. Acha que falta tempo pra todos nós :v

      Excluir
  10. Oi Mi! A gente lê tanta coisa né? Que fica mesmo aquela enorme vontade de reler alguns, eu quer ainda ler Cinder, só ouço elogios dessa série! E agora fiquei com vontade de ler Esta é uma história de amor <3

    Amei o post, como sempre rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. Eu curti o romance mas muita gente não gostou da enrola kkk eu confesso que também não curti, mas vai que você gosta :)

      Excluir
  11. Oi Mi, tudo bem???
    Tenho uns livros que quero reler, mas além de querer mesmo, estarei unindo o útil ao agradável e vou reler para finalizar trilogias rs. Uma delas é Destino e a outra é Feito de Fumaça e Osso. Não vejo a hora de começar, mas as loucuras do dia a dia vai deixando apenas passar. Eu tenho vontade de ler Puros, mas fico apreensiva em gostar e nunca poder ler a continuação, isso é sacanagem né. Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Di. Eu já ouvi falar muito de Feito de Fumaça e Osso, mas não tenho paciência pra esse tipo de fantasia por isso nem começo. Puros é maravilhoso, e mesmo sem um final, eu curti muito.

      Excluir
  12. Ainda não li nenhum desses, tô doida pelo A Senhora do Jogo, amo as obras de Sheldon. Na verdade agora eu tô relendo vários livros pela falta de novos mesmo e tô gostando bastante de relembrar e ajudar nas resenhas pra o blog :D
    Amei o post!

    submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monyque. Esse livro é completamente maravilhoso, eu amei ele!

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Sim, eu não sou a louca dos signos mas sou a louca dos templates. Talvez você entre aqui e veja o blog todo mudado, mas o Leitora Encantada é apenas uma extensão dos meus pensamentos, que realmente mudam com o piscar dos olhos. Espero que gostem!

Facebook

Instagram

Lendo no momento

Lendo no momento

Autores parceiros

                                            

Seguidores

Blogroll

  • Arquivos

    Link-me


    Life Style

    Tecnologia do Blogger.
     
    Todos os direitos reservados 2016 - 2017 | Logo por: MIKA CAETANO - Design E Programação: Espalhando Bonitezas