4 livros que me irritaram

04 novembro 2017

Vocês não devem saber mas eu sou a pessoa mais irritável deste mundo. Isso mesmo, essa pessoa aparentemente fofinha aqui se irrita muito fácil e constantemente fico querendo matar ou socar alguém, e nem os livros estão livres desse meu temperamento, mas também tem cada personagem que não dá pra engolir, hein? Pensando nisso hoje, resolvi comentar com vocês alguns livros que me irritaram profundamente, em sua maioria pelos personagens que sempre faziam merda durante a leitura. Então se você também passou pela mesma situação, bate aqui amigo o/

A gente vê um livro de capa fofinha e automaticamente acha que ele terá uma história maravilhosa, mas nem sempre é o que acontece. Emmi e Leo é a continuação do livro @mor, que por sinal eu não fazia ideia de quando li o livro. Toda minha irritação se resumiu aos mimimis dos personagens, principalmente da Emmi que não se decidia logo se largava o atual marido pra ficar com o cara que ela realmente amava. Esse nhenhenhê acabou desfavorecendo a leitura por completo, me vi odiando tudo e não sei como não acabei abandonando a leitura antes. Acho que isso ocorreu porque não li o primeiro livro e não consegui me conectar a eles como gostaria, por isso achei suas atitudes muito chatas. 
Em @mor, o escritor e jornalista austríaco Daniel Glattauer se utiliza dos princípios dos romances epistolares – trocas de cartas – com uma roupagem contemporânea: o contato virtual. Ao contar a fortuita atração mútua entre os jovens Leo Leike e Emmi Rothner por meio de conversas por e-mails e os sentimentos que desenvolvem um pelo outro, o autor utiliza pontos de vista alternados para contar uma inusitada história de amor. "Emmi & Leo" é a sequência dessa história tão intrigante quanto inusitada e que surgiu por erro de endereçamento no envio de um email. Na atual etapa, Leo Leike retorna de Boston após uma longa ausência, e é recebido por uma caixa de emails lotada de notícias de Emmi Rothner. O sentimento dos dois não mudou, e eles reiniciam a troca de mensagens. Só que agora Leo está namorando a americana Pamela, e Emmi continua casada. A orgulhosa Emmi e o tímido Leo nunca estiveram tão próximos, e ao mesmo tempo tão distantes. Daniel Glattauer reconquista os leitores e a crítica internacional com seu peculiar olhar sobre as relações amorosas dos tempos atuais. A prova do fenômeno editorial da dupla de romances: @mor e "Emmi & Leo" foram traduzidos para quarenta idiomas e tiveram 64 montagens teatrais na Alemanha e Áustria.
Para sempre é o primeiro livro da série Os Imortais e eu realmente gostei muito de toda série, tanto que fiz minha mãe me dar todos os exemplares dela. O problema dela é que ela vai e volta sempre pro mesmo ponto, tipo A Caverna do Dragão, onde você acha que tudo de ruim já aconteceu e você terá seu final feliz, ai você leva uma rasteira e volta pro início de tudo. Na verdade eu não vim falar da série e sim de uma personagem, a Heath. Gente, pensem em uma personagem nojenta e tóxica. Heath é daquelas personagens invejosas e mal-humoradas, que é só sua amiga porque gosta de falar mal de você pelas costas. Se tem uma personagem que eu amei quando morreu, com certeza ela irá ganhar esse posto, argh.
Ever Bloom tinha uma vida perfeita: era uma garota popular, acabara de se tornar líder de torcida do principal time da escola e morava numa casa maravilhosa, com o pai, a mãe, uma irmãzinha e a cadela Buttercup. Nada no mundo parecia capaz de interferir em sua felicidade, o céu era o limite! Até que um desastre de automóvel transformou tudo em um pesadelo angustiante. Ever perdeu toda a sua família. Mudou de cidade, de escola, de amigos, e agora, além de todas essas transformações em sua vida, ela precisa aprender a conviver com uma realidade insuportável: após o acidente, ela adquiriu dons especiais. Ever enxerga a aura das outras pessoas, pode ouvir seus pensamentos e, com um simples toque, é capaz de conhecer a vida inteira de alguém. É insuportável. Ela foge do contato humano, esconde-se sob um capuz e não tira dos ouvidos os fones do i-pod, cujo som alto encobre o som das mentes a seu redor. Até que surge Damen. Tudo parece cessar quando ele se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Ever não entende o porquê disso, mas é incapaz de resistir à paz que ele lhe proporciona, à sensação de, novamente, ser uma pessoa normal. Ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Sua única certeza é estar cada vez mais envolvida... e apaixonada.
Vocês já sabem do meu 'amor' por essa trilogia haha gente, eu comecei essa história com o pé direito, mas tudo deu merda no segundo livro quando a personagem principal, Emma, começa a fazer um monte de cagada. Ela é daquelas que sofre o caralho a quatro, mas invés de gritar por ajuda, acha que se tentar resolver sozinha tudo vai acabar dando certo, o que não acontece. Além disso ela criava várias situações desnecessárias, nossa. Minha vontade foi arrastar a cara dela no asfalto a maior parte do tempo.
Na cidade de Weslyn, Connecticut, onda a maioria das pessoas se preocupa em ver e ser vista, Emma Thomas preferia não ser percebida de forma alguma. Ela está mais preocupada em fingir perfeição enquanto puxa as mangas da blusa para baixo para esconder as marcas roxas, não querendo que ninguém perceba quão longe da perfeição ela realmente está. Sem esperar, ela encontra o amor. O amor a desafia a reconhecer seu valor, mas correndo o risco de revelar o terrível segredo que esconde.
 O livro "Uma razão para respirar" é eletrizante da primeira à última página; uma história ímpar sobre mudança, crueldade inesperada e uma garota se agarrando à frágil esperança.
Uma Razão para respirar não é só um romance é um livro que aborda a violência doméstica e todos os dilemas que as crianças e adolescentes que passam por isso precisam enfrentar. A personagem principal vive esta realidade e tenta tornar-se invisível para que as pessoas a sua volta não a percebam. E por meio da amizade e amor ela tenta superar cada dia doloroso até que consiga escapar desta rotina.
Uma história forte, emocionante, dura, real, meiga, triste e doce ao mesmo tempo, que vai mexer com os sentimentos do leitor. Uma leitura envolvente do inicio ao fim.
Antes de falar desse livro, vou relatar um problema que eu tenho com os autores youtubers. Geralmente só porque eles tem muitos seguidores e inscrições em seus canais, as editoras fazem uma puta divulgação das suas obras, vendendo pro leitor uma história que acreditamos ser muito boa. E é justamente por isso que eu não curto muito esse negócio de você fazer vídeo e realmente querer escrever depois, porque geralmente você força muito a história e acaba decepcionando no desenvolvimento dela. Infelizmente eu vi isso na personagem Melissa, que francamente, é um nojo. Algumas vezes a história acaba trazendo personagens ruins que acabam se moldando ao longo da leitura, o que não acontece com a Mel. Aliás, acontece, mas eu não consegui captar essa mudança e ainda assim não gostei dela. Achei a personagem uma escrota e todas as possíveis mudanças dela me soaram forçadas, o que não aconteceu com 8 Segundos, já que a personagem Pietra é exatamente assim e no fim encanta o leitor. Não sei vocês que leram a história, mas não consegui gostar dela. 
Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance
Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.

E aí, o que vocês acham? Concordam com minhas escolhas?


Comentários
18 Comentários

18 comentários :

  1. Oie
    Eu tbm não curti a protagonista deste livro do garoto do cachecol vermelho.
    Eu li os livros @mor e Emmi e leo e gostei bastante. Acho que vc não gostou por não ter lido o primeiro livro.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa. Acho que foi exatamente por isso que não gostei de Emmi e Leo, se tivesse lido a história deles do início talvez tivesse gostado mais.

      Excluir
  2. Oi Miriã
    Não posso opinar pois não li nenhum deles, mas posso concordar com algumas coisas, tanbém detesto personagens como Emmi, mimizentas e indecisas. De Para sempre fugi a muito tempo, pois só li resenha negativa dele na época. Ainda não li nada dos youtubers então fica difícil falar alguma coisa. Quero ler 8 Segundos pois ouvi muitas criticas positivas. Então vou seguir seu conselho e fugir destes livros, para não me irritar também.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gi. Menina, vai com tudo em 8 segundos já que a história é um romance bem legal que acontece no sertão brasileiro, eu me apaixonei.

      Excluir
  3. Oi Miriã,
    Eu também não gostei de 'Para Sempre', tanto que tenho a continuação e não consegui ler de maneira nenhuma. Já desisti!
    Porém, eu gostei muito de 'O Garoto do Cachecol Vermelho', chorei pra caramba. Ainda não tive a oportunidade de ler 'A Garota das Sapatilhas Brancas', mas quero ver como será essa nova história, até porque o livro 1 terminou fechadinho.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale. Eu acho que A garota das sapatilhas brancas é a história do ponto de vista do mocinho, que eu me esqueci o nome agora. Eu li a série porque gostei mas confesso que ela tem muitas voltas, foi um saco terminar, não pretendo reler.
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Miriã, tudo bem?
    Também não gostei de "Emmi e Leo" e olha que li o primeiro livro. O primeiro livro me irritou um pouquinho, mas o segundo, aff (revirando os olhos).
    "Para Sempre" não me irritou. Já os demais livros, nossssssaaaaaaaaa. Personagens completamente chatos.
    Beijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bianca. Nossa, a série Os Imortais me irritou completamente, principalmente aqueles personagens vilões que não param de perseguir os mocinhos, se tornam tão chatos, uó. Eu não li o primeiro @mor e nem pretendo, a história é fraca.

      Excluir
  5. Oi Miriã, tudo bem?
    Faz bastante diferença ler Emmi & Leo primeiro, porque aí você entende o desenvolvimento deles e a relação começando. Mas concordo com você: A Sétima Onda é chatinho! Fica num vai e vem que não desenrola e também me cansei disso. O primeiro é bem melhor!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri. Eu acho que se tivesse lido antes eu teria gostado mais dos personagens, mas esse vai e vem foi muito desnecessário.

      Excluir
  6. Oi Miriã, te entendo completamente!
    Por vezes o livro é maravilhoso também, mas tem sempre aqueles personagens que a gente não consegue engolir. Eu não li nenhum dos que você citou, mas já passei por muuuuuitos assim rs.
    Outra coisa que eu odeio e por isso evito ler, porque sei que terei esse mesmo tipo de raiva e desgosto é livro com triângulo amoroso que a mocinha não se decide e quer sempre os dois pra ela. Eu fico gritando "acorda, filha, as coisas não são assim não. Larga a mão de ser idiota". haha
    bjss

    www.blogleituravirtual.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marina. Nossa, se tem uma coisa que eu odeio são triângulos amorosos, eu acho extremamente desnecessário e faz com que a gente fica nesse vai e vem de mudança dos partidos, eu detesto.

      Excluir
  7. Oiii Mika

    Da Rebecca Donovan li um outro livro que era autoconclusivo E se fosse você e gostei bastante. O grande problema com trilogias é que o autor quer ficar esticando a história pra fazer os três livros e acaba querendo colocar umas "reviravoltas" que só irritam. Essas mudanças drásticas em personagens geralmente é por conta disso, pra esticar a história e dar um climax. Ninguem merece. Já teve série que tb deixei por conta disso.
    Os livros da Alyson Noel.... hummm.. com todo respeito aos leitores que gostam da autora mas eu fujo dos livros dela, o ritmo da narrativa e a personalidade dos personagens, pra dizer a verdade quase tudo, não é pra mim.
    Esse do cachecol vermelho então, to fora. Não é pra mim e a maioria das resenhas sinceras que andei lendo sobre ele apenas comprovam isso.

    Beijokas

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice. Eu li E se fosse você depois que vi sua indicação lá no blog, e eu amei a leitura, por isso resolvi ler essa trilogia da autora. Nossa, me irritei muito com a personagem principal era um mimimi danado e ela só fazendo merda. Eu só li essa série da Alyson, mas também fujo das outras haha

      Excluir
  8. Oi, Mika!
    Eu comprei O Garoto do Cachecol Vermelho na bienal do ano passado - por impulso - e ainda não li. Confesso que estou enrolando.
    Pelo fato de não ter lido nenhuma resenha dele, não fiquei curiosa quanto a história e sempre me pergunto o motivo de ter comprado.
    Espero que minha experiência com ele seja melhor que a sua.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari. Eu definitivamente achei a história muito forçada principalmente a personagem principal, mas não foi de todo ruim, deu 4 estrelas pra obra.

      Excluir
  9. Oi, Mi!
    Eu até que gostei de Para Sempre. O negócio desandou mesmo foi a partir de Lua Azul. Misericórdia! Na época, eu era daquelas que não deixava série incompleta. Devia ganhar um lugar no céu por persistir.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu. Eu me irritei muito com essa série, toda hora voltava pro começo, foi uma chatisse, mas terminei porque na época ainda não sabia desapegar de séries haha bate aqui!

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Sim, eu não sou a louca dos signos mas sou a louca dos templates. Talvez você entre aqui e veja o blog todo mudado, mas o Leitora Encantada é apenas uma extensão dos meus pensamentos, que realmente mudam com o piscar dos olhos. Espero que gostem!

Facebook

Instagram

Lendo no momento

Lendo no momento

Autores parceiros

                                            

Seguidores

Blogroll

  • Arquivos

    Link-me


    Life Style

    Tecnologia do Blogger.
     
    Todos os direitos reservados 2016 - 2017 | Logo por: MIKA CAETANO - Design E Programação: Espalhando Bonitezas